Geral

Siga-nos nas redes sociais

13/05/2019 08:10

APREENSÕES

Vigilância Sanitária explica interdição em açougue de São Bento do Sul

Elvis Lozeiko / Jornal A Gazeta

Rafael Schroeder coordena órgão responsável pela fiscalização no município

Elvis Lozeiko - elvis@gazetasbs.com.br

São Bento do Sul

Somente neste ano, a Vigilância Sanitária de São Bento do Sul já abriu 13 processos administrativos para apurar possíveis irregularidades de diferentes estabelecimentos. No município há casos de apreensões de carnes e até fechamento de estabelecimento. Contudo, ainda não há uma definição dos casos, e todo processo aberto tem prazos que precisam ser respeitados por força de lei.

Detre as operações recentes, a que mais chamou a atenção foi a interdição do Açougue Michele, no bairro Centenário. Conforme o coordenador do órgão, Rafael Schroeder, foi a Vigilância do Estado que interditou o estabelecimento, que estava irregular, sem alvará sanitário e sem serviço de inspeção. Ainda em agosto do ano passado, o açougue não conseguiu comprovar a origem de alguns produtos, que estavam sem a etiqueta de rastreabilidade, que é obrigatória. "Havia indícios de abate clandestino", diz o coordenador.

Interditado, o estabelecimento conseguiu uma liminar na Justiça, sendo reaberto. Porém, o Estado recorreu e outra determinação judicial levou a uma interdição novamente, no mês passado. "Nessa ocasião, houve apenas o cumprimento de uma ordem judicial", expõe Rafael, informando que o açougue inclusive estava descumprindo um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado com o MPSC.

Mais informações sobre as operações no jornal impresso desse fim de semana (11 e 12).

Açougue foi interditado pela segunda vez

Todos os direitos reservados para A Gazeta. Reprodução sem autorização é proibida.

Ajude-nos a manter um jornalismo sério e com credibilidade. Textos e fotos estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Se quiser repassar a notícia, compartilhe o link.