Segurança

17/01/2020 09:15

POLÊMICA

VÍDEO: Caixão deixado aberto em cemitério de Trigolândia não foi violado

Reprodução

Caso aconteceu no início desta semana, no cemitério de Trigolândia

Alexandre Carvalho - alexandre@gazetasbs.com.br

Piên

Um vídeo que revela um caixão aberto, sem restos mortais em seu interior, circulou em grupos de WhatsApp de Piên nesta semana, causando uma grande repercussão no município. O vídeo - que foi gravado por um morador - mostra o caixão jogado ao lado de um dos muros do cemitério de Trigolândia, atrás da igreja Divino Espirito Santo, em uma área distante dos túmulos. Moradores reclamaram na gravação do mau cheiro e do que consideraram falta de atitude da administração do cemitério, permitindo que o material ficasse exposto ao ar livre, da forma como foi encontrado.

A administração do cemitério se manifestou via Facebook, esclarecendo que o caixão não havia sido violado. “Esse caixão não foi violado, foi autorizado pela família que fosse retirado os restos mortais do defunto já sepultado há 5 anos e colocado junto no caixão de sua esposa que faleceu recentemente. Como no dia do sepultamento estava chovendo, não deu para queimá-lo”, informou a administração do cemitério. Inclusive, o caixão foi incinerado ainda nesta semana, pouco depois do vídeo repercutir nas redes sociais.

Confira mais detalhes sobre a ocorrência no jornal impresso desta sexta-feira (17).

Todos os direitos reservados para A Gazeta. Reprodução sem autorização é proibida.

Ajude-nos a manter um jornalismo sério e com credibilidade. Textos e fotos estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Se quiser repassar a notícia, compartilhe o link.