Política

30/07/2020 09:59

LEGISLATIVO

Vereadores assinam moção para cobrar solução na interdição do IGP e do IML

ALEXANDRE CARVALHO / JORNAL A GAZETA

Jaime Lima pediu apoio dos demais vereadores

Alexandre Carvalho - alexandre@gazetasbs.com.br

São Bento do Sul

A situação precária do Instituto Geral de Perícias (IGP), em São Bento do Sul, voltou a movimentar a sessão da Câmara de Vereadores, na segunda-feira. O vereador Jaime de Lima (PSDB) apresentou uma Moção de Apelo que será encaminhada para o governador Carlos Moisés (PSL), para os deputados estaduais e para o Secretário de Estado da Segurança, Paulo Koerich, solicitando que sejam resolvidos os problemas para reativação integral da estrutura que comporta o IGP e o Instituto Médico Legal (IML).

Durante sua justificativa, o vereador contou ter visitado recentemente a sede do IGP. “A situação lá é lamentável. Temos vários profissionais trabalhando em condições muito ruins. Temos dois médicos parados sem poder desenvolver suas atividades de forma adequada e a população novamente sofrendo e pagando a conta dessa falta de vergonha na cara de nossos governantes estaduais. Precisamos nos mobilizar e colocar isso nos eixos para que a população volte a ser atendida o mais breve possível”, disse.

Além disso, ele ainda mencionou os prejuízos que a população vem tendo com a interdição do IML e do IGP. "De imediato os prejuízos causados não somente às vitimas, que atualmente precisam se deslocar com recursos próprios até outro setor de medicina legal na região, sendo Mafra, Jaraguá do Sul ou Joinville, mas também à aplicação da Justiça, eis que muitos processos podem estar sendo tolhidos devido à falta dos laudos periciais comprobatórios das lesões sofridas pelas vitimas", destacou. Por fim, todos os vereadores optaram por assinar a moção, mostrando descontentamento da Câmara.

Custeio
Conforme antecipado nesta semana por A Gazeta, o governo do Estado chegou a cogitar o fechamento do Núcleo Regional de Perícias (NRP) no município, sendo este o órgão responsável pelo IGP e IML. No entanto, as prefeituras da região estão trabalhando para viabilizar com recursos próprios a permanência do órgão e a instalação de uma nova sede para o IGP e IML no município. Apesar de ficar em São Bento do Sul, o núcleo também atente a população de Rio Negrinho e Campo Alegre.

Todos os direitos reservados para A Gazeta. Reprodução sem autorização é proibida.

Ajude-nos a manter um jornalismo sério e com credibilidade. Textos e fotos estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Se quiser repassar a notícia, compartilhe o link.