Política

22/08/2019 08:32

LEGISLATIVO

Vereador suplente já teve áudio vazado pedindo cargo com salário maior

Matheus Müller / Jornal A Gazeta / Arquivo

Da redação - editoria@gazetasbs.com.br

São Bento do Sul

Antes mesmo de ser preso, o vereador César Godoy havia protocolado um requerimento pedindo licença do Legislativo com objetivo de não atrapalhar as investigações policiais mantendo contato com as testemunhas. Não deu muito certo, mas de qualquer forma ao apresentar seu pedido, abriu espaço para um dos suplentes do PSB. Quem estaria na vez é Fernando Viliczinski, porém, ele declinou da convocação. O próximo da lista então é Maurício Maia, o qual inclusive já chegou a ocupar uma cadeira na Câmara por 30 dias.

Maia inclusive chegou a ocupar cargo comissionado na Prefeitura de São Bento do Sul nesta gestão, e foi exonerado após um áudio seu vazar, por meio do qual ele cobrava atitude do presidente do partido para que conseguisse um cargo com salário maior para ele. Na gestão passada, quando ainda estava no PT, Maurício Maia também teve sérios desentendimentos com o então vice-prefeito Arildo Gesser, com críticas pessoais ao ex-vice postadas em redes sociais.

A informação foi publicada na coluna Panorama Político desta quinta-feira (22).

Todos os direitos reservados para A Gazeta. Reprodução sem autorização é proibida.

Ajude-nos a manter um jornalismo sério e com credibilidade. Textos e fotos estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Se quiser repassar a notícia, compartilhe o link.