Política

12/09/2019 09:35

CASO MÁRCIO DREVECK

Vereador lamenta multa de R$ 10 mil por ter faltado a depoimento em São Bento

Arquivo / Jornal A Gazeta

Vereador está com outros familiares em viagem para os Estados Unidos

Elvis Lozeiko - elvis@gazetasbs.com.br

São Bento do Sul

A juíza Giovana Machado estabeleceu uma multa de R$ 10 mil ao vereador Marco Rodrigo Redlich (PP), também presidente do partido. Ele está em viagem aos Estados Unidos, após se afastar da Câmara de Vereadores. "A multa elevada se justifica neste caso, eis que a testemunha ocupa o cargo de vereador na cidade, devendo demonstrar maior respeito ao Poder Judiciário e também ao andamento do processo, já que há réu preso (no caso, o vice-prefeito da cidade)", explicou a juíza.

Marco recebeu a intimação para a audiência no dia 14 de agosto, e no dia 28 chegou a pedir no cartório sua dispensa, em função de já ter marcado uma viagem para a data. Ele anexou documentos mostrando ter agendado o compromisso antes da marcação da audiência, inclusive um e-mail da companhia aérea datado de 16 de março, além de reserva de hotel nos Estados Unidos.

Redlich disse que tentou, tão logo se confirmou a data do julgamento, transferir seu depoimento, até mesmo antecipando-o. O vereador lamentou seu pedido não ter sido acatado pela Justiça, e disse que sempre se colocou à disposição, no entanto, como a viagem estava agendada e paga, não havia mais como transferi-la de última hora. Marco ainda lamenta a polêmica e, especialmente, alguns comentários feitos em torno de sua ausência ao julgamento, com suposições infundadas.

Agora, Redlich será ouvido no dia 14 de outubro, às 16h45. "A ausência comprometeu o andamento dos trabalhos e toda a pauta de audiências, que serão realizadas em quatro dias seguidos, pela manhã, pela ausência de horário à tarde. Em razão de sua ausência, teve que ser postergado o interrogatório dos réus, atrasando o andamento processual. A ausência da testemunha não só demonstra desrespeito aos trabalhos da Justiça como uma quebra do dever de cidadania, advinda de um representante do povo que deveria dar o exemplo à sociedade", continuou a juíza.

Confira mais informações sobre o julgamento no jornal impresso desta quinta-feira (12).

Todos os direitos reservados para A Gazeta. Reprodução sem autorização é proibida.

Ajude-nos a manter um jornalismo sério e com credibilidade. Textos e fotos estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Se quiser repassar a notícia, compartilhe o link.