Política

04/05/2020 11:46

CASO DOS MÉDICOS

Tomazini é demitido do serviço público e pode ter que devolver R$ 332 mil

ELVIS LOZEIKO / JORNAL A GAZETA / ARQUIVO

Tomazini lamenta e diz que vai recorrer à Justiça

Alexandre Carvalho - alexandre@gazetasbs.com.br

São Bento do Sul

Está publicada no Diário Oficial dos Municípios a decisão do processo administrativo que apurava o cumprimento de carga horária do médico Antonio Tomazini. Conforme o apurado, ele teria recebido pouco mais de R$ 332 mil em salários sem trabalhar. Conforme a decisão, tal prática teria lesado os cofres públicos e por conta disso, além da possível devolução dos valores pagos a mais, Tomazini foi demitido do serviço público.

O processo administrativo contra ele e outros profissionais da área médica foi instituído a partir de uma investigação da Polícia Civil, a qual já foi remetida ao Ministério Público, indiciando 11 profissionais pelo mesmo crime. Na época da investigação, dois médicos e um dentista chegaram a ser presos. Foi a partir disso que a Prefeitura instaurou os procedimentos administrativos para analisar a situação.

Tomazini, no entanto, disse que já esperava pelo resultado desfavorável na apuração interna da Prefeitura, alegando questões políticas para isso. "Meus advogados estão vendo a legalidade disso tudo e também a intenção disso tudo. O que mais me entristece é saber como o prefeito consegue dormir depois de uma atitude desta. Infelizmente o poder subiu à cabeça, mas o tempo irá nos dizer. Vamos aguardar e explicar tudo isso bem certinho nos tribunais, o que importa é que quem me conhece sabe a pessoa que eu sou”, disse.

Todos os direitos reservados para A Gazeta. Reprodução sem autorização é proibida.

Ajude-nos a manter um jornalismo sério e com credibilidade. Textos e fotos estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Se quiser repassar a notícia, compartilhe o link.