Geral

26/09/2020 10:03

ECONOMIA

Sobram vagas de emprego em plena pandemia nas indústrias de São Bento

ELVIS LOZEIKO / JORNAL A GAZETA

Móveis Katzer está com 70 vagas em aberto e tem negado algumas solicitações de clientes

Elvis Lozeiko - elvis@gazetasbs.com.br

São Bento do Sul

"Contrata-se". A frase está estampada em jornais, outdoors, internet, em frente às fábricas e também é falada em anúncios no rádio. A indústria são-bentense vive mais um dos seus momentos históricos. Em pleno ano de coronavírus, com todos os seus reflexos, empresas estão contratando – às vezes sem conseguir preencher as vagas – devido ao aumento da produção e expansão das atividades, fruto de uma alteração dos hábitos dos consumidores, apesar da propalada crise em nível nacional.

Uma das fábricas locais, a Móveis Katzer, tem 70 vagas em aberto no momento, por exemplo. Conforme o gerente Gustavo Katzer, após a readequação necessária por causa das restrições da pandemia, as atividades retornaram em maio “de forma intensa”, tanto que a fabricante nem sequer está dando conta dos pedidos. “O modelo de consumo mudou”, explica ele, observando que o público consumidor está investindo em produtos para suas residências, como os próprios móveis, em vez de investir em lazer ou em viagens, por exemplo.

Porém, um detalhe crucial também convive com a rotina da companhia: a dificuldade para encontrar funcionários. Para se ter uma ideia, além das 70 vagas em aberto, em breve outras 30 devem ser criadas, já que a empresa está construindo uma nova ala devido à expansão. Assim, o quadro atual, de 460 funcionários, poderia estar em 530, e poderá chegar a 560 em breve. Mas, se a questão da mão de obra não for resolvida ou minimizada, as máquinas da produção podem simplesmente ficar paradas, por não ser possível atender à demanda.

Leia a reportagem especial com quatro páginas sobre a indústria são-bentense no jornal impresso deste fim de semana (26 e 27).

Todos os direitos reservados para A Gazeta. Reprodução sem autorização é proibida.

Ajude-nos a manter um jornalismo sério e com credibilidade. Textos e fotos estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Se quiser repassar a notícia, compartilhe o link.