Política

05/03/2014 11:07

PRONUNCIAMENTO

Silvio Dreveck cobra soluções para SC-418

Sabrina Idalêncio - sabrina@gazetasbs.com.br

São Bento do Sul

Na semana passada, a rodovia SC-418 foi lembrada no discurso do deputado estadual Silvio Dreveck (PP) em sessão da Alesc. O deputado explorou o assunto rodoviário em relação às dificuldades, construções e manutenções das vias, e cobrou solução para os casos.


Custo Brasil


No pronunciamento, Dreveck discursou ainda sobre a questão de energia do País. Segundo ele, a matriz energética no Brasil está sendo questionada pelo fato do limite da energia ter sido alcançado. “Temos as torres de energia, mas não fizeram a linha de transmissão. Pagamos R$ 15 milhões mensais para empresas privadas que as fizeram, porém o governo esqueceu de que para utilizarmos a energia produzida pelas torres eólicas teria que ter uma retransmissão para colocar na distribuição. Belo Monte, por exemplo, não funciona porque os índios são financiados pelo próprio governo para impedir o andamento das obras. Sou a favor da energia limpa, mas as obras precisam de mais agilidade para não atingirmos o limite e correr risco de ficar sem eletricidade”, encerrou.

Segundo Dreveck, a condição vergonhosa da SC-418, que vai de Pirabeiraba até a divisa com o Paraná, em São Bento do Sul, é inaceitável. A estrada amplamente utilizada para turismo e trânsito de veículos pesados encontra-se esburacada e diversas placas às margens estão cobertas pelo mato. “Logo, será necessário circular por lá com uma foice para fazer a roçada, pois está muito complicado”, ironizou.

Ele deixou claro o conhecimento dos pedidos feitos sobre a entrada do bairro Brasília, que dá acesso à Tuper, onde há buracos enormes há três meses. Porém, nada foi feito. “Acredito que a responsabilidade seja da regional de Joinville. Seja de quem for, esse problema precisa ser resolvido. É absurdo uma rodovia de tanta importância e movimentação financeira continuar nesse estado. É preciso roçar o mato, realizar operações tapa-buraco”, pontua. Ele cita, ainda, a importância da via durante as viagens de argentinos e de outros estrangeiros vizinhos que costumam visitar Santa Catarina no verão, transitando ainda pelas rodovias BR-153 e a SC-282.

O deputado citou autorização já emitida para revitalização de dois trechos das rodovias de acesso a Doutor Pedrinho, Major Vieira e Monte Castelo. Porém, nenhuma obra sequer iniciou. “Faz-se um trabalho de divulgação, mas as obras estão lá paralisadas. No mínimo, deveria haver uma justificativa”, cobrou.

Todos os direitos reservados para A Gazeta. Reprodução sem autorização é proibida.

Ajude-nos a manter um jornalismo sério e com credibilidade. Textos e fotos estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Se quiser repassar a notícia, compartilhe o link.