Geral

26/06/2020 11:07

EDUCAÇÃO

Secretárias comentam resolução que mantém ensino remoto até dezembro

CRISTIANO ESTRELA / DIVULGAÇÃO

Ainda não há nada definido sobre a volta às aulas presenciais

Christian Hacke - christian@gazetasbs.com.br

Região

O Conselho Estadual de Educação de Santa Catarina (CEE-SC) assinou quarta-feira (24) uma nova resolução que mantém as aulas escolares não-presenciais até o final do ano. Conforme o documento, as aulas devem seguir de maneira online até dia 31 de dezembro em toda rede pública e particular do Estado. Conforme o presidente do Conselho, Osvaldir Ramos, o objetivo é garantir a segurança de alunos e profissionais durante a pandemia do novo coronavírus.

Pela região, a SED informa que já possui conhecimento do documento e que aguarda pronunciamento do secretário de Educação do estado. "Não temos nada oficial, seguimos as mesmas orientações de que poderemos, no dia 2 de agosto, retornar as aulas caso a secretaria de Saúde do estado ache seguro", comentou Leda Munhoz Odia, gerente Regional de Educação.

Ela cita ainda que a nova resolução já está sendo estudada pela secretaria. "Quanto a esse novo documento, está sendo estudado e aliado com várias instituições, a diretoria de ensino do Estado, secretário de Estado. Quando tivermos alguma coisa oficial da SED estaremos comunicando", frisou.

Retomada
Rosa Regina Dziedzic, secretária de Educação em Campo Alegre, cita que a resolução impacta diretamente no sistema estadual de ensino. "Precisaremos encaminhar a solicitação ao Conselho Municipal de Educação para apreciação. Estamos organizando uma futura retomada, sem data definida, pois sabemos que a organização de espaços físicos nas escolas, transporte escolar, merenda escolar, currículo sofrerão alterações", ressaltou, acrescentando que nenhuma medida será tomada sem a autorização dos órgãos sanitários e de saúde responsáveis.

A secretária de Educação de São Bento do Sul, Noeli Regina Novak dos Santos, explica que, para que a resolução seja considerada fato obrigatório no Estado, deverá ser decretada pelo governador, o que até o momento não ocorreu. "A publicação desta resolução não significa que as aulas presenciais não voltarão em 2020. A resolução tem efeito legal de permitir que as aulas presenciais sejam retomadas somente em 2021, mas as autoridades estaduais e sanitárias é quem darão a palavra final", explicou Noeli.

Para Darli Frota Tândalo, secretária em Rio Negrinho, afirma que a pasta já realizou reunião com o Comité de Combate ao Coronavírus, apresentando o cronograma para retomada das atividades. "Contudo, vamos aguardar o Protocolo de Segurança que será elaborado pelo Comitê Estadual que nos auxiliará na orientação final para esta ação. O retorno depende da evolução da pandemia em nossa cidade e da orientação científica da saúde", ressaltou.

Todos os direitos reservados para A Gazeta. Reprodução sem autorização é proibida.

Ajude-nos a manter um jornalismo sério e com credibilidade. Textos e fotos estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Se quiser repassar a notícia, compartilhe o link.