Segurança

12/03/2018 11:47

PROCEDIMENTO

Saiba por que rapés foram apreendidos durante operação policial na região

Da redação - editoria@gazetasbs.com.br
São Bento do Sul

A luta da Polícia Militar contra as drogas segue em São Bento do Sul e na região. Constantemente ocorrem operações que resultam na apreensão de diversos tipos de substâncias. Nas últimas operações realizadas pela PM, chamou a atenção a apreensão de rapé, pó a base de tabaco cujo consumo é considerado legal.

Porém, muitas versões do rapé contam com alucinógenos proibidos, o que nesses casos o caracteriza como droga ilícita. Como não existe uma certeza se o produto é ilícito ou não, a recomendação é sempre pela apreensão, como explica o tenente-coronel Fabiano Dias Perfeito, comandante do 23º BPM. “Todo produto que se tem a possibilidade de ser ilegal é apreendido e encaminhado para perícia. Independente do produto, quem diz se é uma droga ilícita ou não é a perícia”, explica.

Ele relata que no momento da ação o policial não tem condições de afirmar se o produto é ilícito ou não, gerando a necessidade da perícia. “Sempre que existe uma dúvida há esse encaminhamento”, reforça, detalhando que a perícia é de responsabilidade do Instituto Geral de Perícias (IGP) de São Bento.

Após a perícia, se for confirmado que a substância em questão não se trata de uma droga ilícita, o procedimento é arquivado. Porém, caso contrário, o proprietário do produto terá que responder pela sua posse.

Comentários

Não há comentários sobre esta matéria. Deixe seu comentário

+ sobre Segurança

Leia mais...

Todos os direitos reservados para A Gazeta. Reprodução sem autorização é proibida.

A Gazeta - Rua Mal. Floriano, 22 - Centro - São Bento do Sul/SC - Telefone (47) 3203-0022