Geral

15/01/2022 09:11

COMBATE AO CORONAVÍRUS

Saiba as regras de afastamento por síndrome gripal e Covid-19 na região

LAYRA OLSEN / JORNAL A GAZETA

Unidades de Saúde, como a do bairro Cruzeiro, estão recebendo diversas pessoas

Da redação - editoria@gazetasbs.com.br

Região

A Prefeitura de São Bento do Sul atualizou nesta semana as regras para afastamento de pessoas com síndrome gripal. O documento é assinado pelos médicos Sabrina Bollmann Garcia Schwingel, coordenadora da Comissão Multidisciplinar da Secretaria Municipal de Saúde no Enfrentamento à Covid-19, pelo coordenador do Centro de Vigilância Sanitária da Secretaria de Saúde, Luiz Felipe Moreira, e Eri Buemo, diretor Técnico da Secretaria de Saúde. A decisão pela atualização leva em conta o momento atual, onde além da Covid-19 há surto de influenza, o que demanda grande quantidade de testes e existe dificuldade em realizar os procedimentos devido à alta demanda. 

Conforme a norma técnica, o período de transmissibilidade do coronavírus ocorre entre 5 e 7 dias de sintomas, e da influenza nos primeiros 7 dias. Por isso, a importância de se manter as medidas de prevenção, como uso da máscara para reduzir o risco de transmissão dos vírus e o distanciamento social.
Com base nestes dados, a recomendação é que pessoas com síndrome gripal, independentemente do resultado dos exames, sejam afastadas por 7 dias a partir do início dos sintomas, desde que não apresente febre nas 24 horas anteriores ao fim do prazo, e redução significativa dos sintomas. Quem tiver sintomas deve permanecer afastado por mais três dias, totalizando 10. Esta mesma regra vale para pessoas que tenham diagnósticos positivos para Covid-19, desde que sintomáticas.

Caso positivo para Covid-19, mas sem sintomas (assintomática), o período de afastamento é de 7 dias a partir do dia do resultado positivo do exame. Pessoas com influenza, o afastamento é de 7 dias a partir do primeiro dia de sintomas, ou 3 dias após início do tratamento antiviral. Para todos os casos, a recomendação, a título de medida de precaução, é que o paciente evite viagens até completar 10 dias do início dos sintomas, além de permanecer em ambientes fechados com mais pessoas para evitar a contaminação.

Se a pessoa teve contato com outra confirmada com Covid-19, há também regras. Caso já seja vacinada ou teve Covid-19 nos últimos 90 dias, não precisa de afastamento. Porém, os sintomas devem ser monitorados diariamente e medidas de precaução devem ser adotadas por 10 dias. Se a pessoa que teve contato não tenha sido vacinada, ela deve ser afastada por 5 dias a partir do último contato com a pessoa doente e ainda precisa manter as medidas de precaução por 10 dias.


10 dias em Campo Alegre
Em Campo Alegre, segundo a Secretaria de Saúde, Rosana Emilia Greipel, pacientes sintomáticos que testam positivos para Covid-19 estão sendo isolados por 10 dias, contados da data do primeiro sintoma, desde que estejam sem febre nas últimas 24 horas (sem antitérmico), apresente redução significativa dos sintomas respiratórios (tosse, espirros) e em melhora dos demais sintomas.

Os casos assintomáticos com diagnóstico positivo para o coronavírus, por sua vez, são isolados por 10 dias contados da data do exame positivo. Já a pessoa que teve contato com uma doente e está vacinada ou que contraiu a doença nos últimos 90 dias não necessita de afastamento, porém deve monitorizar diariamente os sintomas, além de manter as medidas de precaução por 10 dias, assim como foi determinado em São Bento.

A secretária lembra que essas diretrizes são recomendadas pelo município, mas os médicos têm poder de decisão e prescrição podendo adotar prazos maiores.
Rosana também reforça a importância de buscar atendimento médico, tanto de casos sintomáticos como de assintomáticos. Na consulta, o paciente recebe as devidas orientações e, se necessário, ainda é medicado.

Rio Negrinho
Rio Negrinho segue praticamente o mesmo protocolo de Campo Alegre. Positivados precisam se isolar por 10 dias após o início dos sintomas. Outros detalhes não foram repassados pela Prefeitura.

Todos os direitos reservados para A Gazeta. Reprodução sem autorização é proibida.

Ajude-nos a manter um jornalismo sério e com credibilidade. Textos e fotos estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Se quiser repassar a notícia, compartilhe o link.