Política

12/12/2018 11:07

LEGISLATIVO

Ronconi afirma que se dívida ativa fosse paga, não precisaria de empréstimo

Christian Hacke / Jornal A Gazeta / Arquivo

Prefeito de Rio Negrinho rebateu críticas e explicou os trâmites

Christian Hacke - christian@gazetasbs.com.br
Rio Negrinho

Após a aprovação do projeto de lei que permitirá à Prefeitura de Rio Negrinho efetuar empréstimo junto ao Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) no valor de R$ 3,84 milhões, na sessão desta segunda-feira, o prefeito Julio Ronconi (PSB) utilizou a tribuna popular para explicar a intenção do financiamento e das obras. Em uma votação marcada por tumulto e presença da Polícia Militar, o prefeito rebateu críticas e agradeceu os votos favoráveis.

Ronconi citou os valores que a Prefeitura tem a receber de pessoas da população que não pagam seus tributos, como IPTU, ISS e outros. O valor atual é R$ 43 milhões. "Se eu pudesse não fazer o financiamento, eu não faria. Se as pessoas pagassem o que devem à Prefeitura não precisaríamos fazer financiamento nenhum. Faríamos todas as cirurgias possíveis, a pavimentação até o Serro Azul e etc.", frisou.

O prefeito ressalta que o principal objetivo do projeto é de realizar melhorias na cidade para atrair novas empresas, principalmente no turismo. "Queremos que as empresas olhem para nós com outros olhos, que as empresas de turismo saibam como vão ganhar dinheiro. Temos a obrigação de fazer as coisas de maneira correta. Quem aqui não comprou um carro ou uma casa financiados? Quem me dera como prefeito ter dinheiro para fazer as obras sem nenhum financiamento", enfatizou.

Veja mais informações sobre o empréstimo no jornal impresso desta quarta-feira (12).

Comentários

Não há comentários sobre esta matéria. Deixe seu comentário

+ sobre Política

Leia mais...

Todos os direitos reservados para A Gazeta. Reprodução sem autorização é proibida.

A Gazeta - Rua Mal. Floriano, 22 - Centro - São Bento do Sul/SC - Telefone (47) 3203-0022