Esportes

28/06/2019 11:07

PRATA DA CASA

Rio-negrinhense Neto assina com o Barcelona por 4 anos

Barcelona/ Divulgação

Imagem usada pelo Barcelona para anunciar o goleiro

Matheus Müller - matheus@gazetasbs.com.br

Rio Negrinho

O rio-negrinense Norberto Murara Neto, ou simplesmente Neto, está de clube novo no futebol mundial, e agora será companheiro de Messi, Suárez, Coutinho e companhia. Ontem, o goleiro que completa 30 anos em julho foi anunciado oficialmente como novo jogador do Barcelona.

Segundo o site oficial do Barcelona, a transação custou 26 milhões de euros (R$ 113 milhões), mais 9 milhões de euros (R$ 39 milhões) em variáveis, que serão pagas conforme o desempenho do atleta no novo clube. Ele assinou um contrato válido por quatro temporadas, até metade de 2023, e a sua multa rescisória, caso outro clube deseje contratá-lo, foi estabelecida em 200 milhões de euros, ou R$ 946 milhões.

Revelado pelo Athletico Paranaense, Neto fez boa parte da sua base no clube de Curitiba até ser alçado ao time principal, em 2009. Em 2010, ele assumiu a condição de titular, e já chamou a atenção de diversos clubes do mundo pelo seu bom futebol. Em 2011, acabou se transferindo para a Fiorentina, na Itália, e desde então não saiu mais do futebol europeu.

Elogios
No anúncio oficial, o Barcelona ainda rasgou elogios ao rio-negrinhense, destacando que Neto tem uma grande presença embaixo das traves. “Sua altura, quase dois metros, combinada com sua agilidade, faz de Neto um goleiro que dá aos atacantes muito pouco espaço para chutar. Neto é infalível no jogo aéreo e é muito difícil de derrotar no mano a mano. Além disso, apesar de sua altura, Neto mostrou velocidade e reflexos rápidos ao jogar como goleiro em alguns dos clubes mais exigentes da Europa”, dizia trecho da nota.

Confira a matéria completa no jornal impresso desta sexta-feira (28).

Todos os direitos reservados para A Gazeta. Reprodução sem autorização é proibida.

Ajude-nos a manter um jornalismo sério e com credibilidade. Textos e fotos estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Se quiser repassar a notícia, compartilhe o link.