Geral

29/03/2019 08:53

AUDIÊNCIA PÚBLICA

Primeiros detalhes do Fort Atacadista são apresentados em São Bento

Matheus Müller / Jornal A Gazeta

Rede apresentou Estudo de Impacto de Vizinhança na Câmara de Vereadores

Matheus Müller - matheus@gazetasbs.com.br

São Bento do Sul

Com expectativa para inaugurar ainda este ano, o Fort Atacadista realizou na noite de quarta-feira (27) uma audiência pública para apresentar o Estudo de Impacto de Vizinhança (EIV) da obra. Realizado no auditório da Câmara de Vereadores, o evento contou com a presença de representantes da empresa, e foi apresentado pelos engenheiros civis Jucelino Kellner e Daniele Ehrat.

O Fort Atacadista ficará na Rua Jorge Zipperer, ao lado do Sesc, em um terreno com mais de 72 mil m², onde a área construída será de mais de 8,5 mil m². A construção terá dois pavimentos, que contemplam área de atendimento, salão principal de vendas, depósitos, banheiros e câmara fria. A área externa para estacionamento terá espaço para mais de 230 veículos, além de bicicletário e área de manobra de veículos.

Outro detalhe adiantado no evento foi o horário de atendimento do Fort Atacadista. Ele funcionará de segunda a sábado, das 7 às 22 horas, e nos domingos, das 8 às 20 horas. Além disso, em todo primeiro sábado do mês, o Fort estará aberto das 6 da manhã à meia-noite.

Empregos
Não foi divulgado nenhuma previsão de investimento ou de vagas de emprego. Mas segundo o que foi relatado pela Prefeitura quando da oficialização do Fort no município, a expectativa é de que sejam criados mais de 200 empregos diretos, e que haja um investimento superior a R$ 25 milhões.

O projeto ainda está em fase de aprovação de projeto junto à Prefeitura, além dos outros órgãos competentes. Quando tudo estiver pronto, a expectativa é de que a obra leve de 4 a 5 meses para ser concluída, o que deve ocorrer ainda em 2019.

Confira mais detalhes sobre a empresa no jornal impresso desta sexta-feira (29).

Todos os direitos reservados para A Gazeta. Reprodução sem autorização é proibida.

Ajude-nos a manter um jornalismo sério e com credibilidade. Textos e fotos estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Se quiser repassar a notícia, compartilhe o link.