Política

Siga-nos nas redes sociais

18/11/2019 08:45

CASOS DE CONCUSSÃO

Presidente do PSB pede cassação do mandato do vereador César Godoy

Arquivo / Jornal A Gazeta

Godoy aguarda sentença após ter sido julgado por cobrança de mesada de funcionários comissionados

Da redação - editoria@gazetasbs.com.br

São Bento do Sul

O presidente do PSB de São Bento do Sul, Ivanor Varella, protocolou na Câmara de Vereadores, sexta-feira (15), uma representação solicitando a abertura do processo de cassação de mandato do vereador César Godoy, por falta de ética parlamentar e administrativa. O documento solicita a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar a prática de concussão que Godoy é acusado, na cobrança de comissões dos salários de servidores comissionados indicados por ele na Prefeitura.

Varella acredita não ter alternativa a não ser instaurar a CPI. “Não se pode negar que a prática perpetrada pelo vereador é incompatível com a dignidade e decorro do cargo por ele ocupado. Os crimes exigem respostas firmes da Câmara, com a cassação do mandato e dos direitos políticos e da função pública, conforme previsto no artigo 31 da Constituição Federal”, diz trecho do documento.

Má fé
Varella citou que no mesmo dia da ação policial na Câmara de Vereadores, Godoy ficou sabendo que estava sendo investigado e também ficou ciente dos crimes a ele imputados. "Mas agindo de má-fé utilizou a rede social para publicar uma nota alegando que a diligência policial nada tinha a ver com sua pessoa ou com suas atividades de vereador, que as buscas teriam sido relacionadas ao PSB, dando a entender que teriam relação com os demais vereadores", cita.

Para o presidente do PSB, chegou o momento dos vereadores fazerem a diferença pela moralidade da Câmara, pois, segundo ele, deixar que Godoy continue no cargo após os crimes é brincar com a boa-fé do cidadão são-bentense. “Não é admissível que os nobres vereadores dessa casa legislativa, após tomarem conhecimento dos atos praticados pelo vereador denunciado, continuem inertes, enganando a população que espera, no mínimo, a lisura de seus representantes”, diz.

A informação foi publicada na coluna Panorama Político desta segunda-feira (18).

Todos os direitos reservados para A Gazeta. Reprodução sem autorização é proibida.

Ajude-nos a manter um jornalismo sério e com credibilidade. Textos e fotos estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Se quiser repassar a notícia, compartilhe o link.