Geral

12/05/2022 11:19

PARCERIA

Prefeituras se unem para reformar ponte entre Campo Alegre e Piên

ALEXANDRE CARVALHO / JORNAL A GAZETA

Em Fragosos, parte do corrimão foi arrancado por vândalos

Alexandre Carvalho - alexandre@gazetasbs.com.br

Região

A ponte na divisa do Paraná com Santa Catarina, entre Fundão, em Campo Alegre, com Campina dos Maia, em Piên, será reformada nas próximos meses. Devido à ação do tempo, a estrutura está bastante deteriorada e para executar a obra, as duas prefeituras firmaram convênio.

O projeto de lei autorizando o convênio foi aprovado pelas Câmaras de Vereadores de ambos os municípios, primeiramente, em Piên, no mês passado. Na semana passada os vereadores de Campo Alegre aprovaram por unanimidade o projeto contendo as cláusulas do contrato.

Anexo ao projeto, consta o orçamento para a obra da ponte, com todos os procedimentos que serão executados, dentre limpeza, injeção de material nas fissuras da estrutura, perfurações de concreto, tratamento do concreto desgastado, dentre outros vários itens que somam R$ 192,6 mil.

Os municípios irão dividir as despesas, sendo que cada um irá destinar algo em torno de R$ 96,2 mil. As obras terão início após concluído a etapa burocrática, bem como a licitação, que vem sendo realizada pela Prefeitura de Piên. O prazo do convênio é de 360 dias, podendo ser prorrogado por conta das condições climáticas.

Problema é antigo
A ponte de madeira entre Fragosos e Piên é bastante antiga e não é de hoje que problemas são relatados pela comunidade que a utiliza. Um problema que vinha sendo recorrente nos últimos anos, é que sistemas de GPS estavam desviando caminhões e carretas para cruzar o rio Negro pela estrutura. Em setembro de 2019, uma carreta passou por ela e por pouco a ponte não desabou.

Depois disso, a ponte foi interditada pela Prefeitura de Campo Alegre e passou por reforma. Uma solução encontrada na época foi a instalação de um limitador de altura, que permite somente a passagem de carros pequenos. Além da ação do tempo a estrutura há anos também vem sofrendo com o vandalismo.

  • YouTube: Inscreva-se para assistir as matérias de A Gazeta.

Confira mais notícias no jornal impresso. Assine A Gazeta agora mesmo pelo WhatsApp (47) 99727-0414. Custa menos que um cafezinho por dia! ☕

Todos os direitos reservados para A Gazeta. Reprodução sem autorização é proibida.

Ajude-nos a manter um jornalismo sério e com credibilidade. Textos e fotos estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Se quiser repassar a notícia, compartilhe o link.