Política

01/08/2022 10:34

PISO DO MAGISTÉRIO

Polêmica com o salário dos professores em Rio Negrinho: "Só depende deles"

DIVULGAÇÃO

Assunto foi debatido na Câmara de Vereadores e gerou questionamentos

Edson Frankowiak - editoria@gazetasbs.com.br

Rio Negrinho

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Rio Negrinho se manifestou a respeito do piso do magistério, após declaração feita pelo vereador Arlindo André da Cruz, o Piska (PP), durante a sessão da Câmara de Vereadores. Na oportunidade, o parlamentar afirmou que a prefeitura só não deu início ao pagamento do piso da categoria por conta do mandado de segurança ingressado junto à justiça pela entidade, em março deste ano.

O piso nacional do magistério de R$ 3.845,63 está em vigência desde janeiro. “Não houve denúncia do sindicato, a entidade ingressou com um mandado de segurança na justiça e está aguardando a manifestação do juiz”, explicou a presidente da entidade, Adriana Ribas.

Ela esclareceu que mesmo sem uma decisão a respeito do mandado de segurança, não há impedimento algum para que a Prefeitura inicie o pagamento do piso aos professores. “O pagamento só depende deles”, lembrou. Adriana citou que a reivindicação está na pauta de negociação desde 2020. “A partir do momento em que eles quiserem pagar o piso, perde-se o objeto do mandado de segurança”, esclareceu.

Segundo a presidente, a Prefeitura teve tempo para negociar a reivindicação junto à entidade, mas como não houve um acordo, o sindicato cumpriu seu papel de defender os servidores e ingressou com o mandado de segurança. Enquanto municípios como São Bento do Sul e Campo Alegre já aplicam o novo piso, Rio Negrinho é a única Prefeitura da região que ainda não paga o novo valor.

  • YouTube: Inscreva-se para assistir as matérias de A Gazeta.

Confira mais notícias no jornal impresso. Assine A Gazeta agora mesmo pelo WhatsApp (47) 99727-0414. Custa menos que um cafezinho por dia! ☕

Todos os direitos reservados para A Gazeta. Reprodução sem autorização é proibida.

Ajude-nos a manter um jornalismo sério e com credibilidade. Textos e fotos estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Se quiser repassar a notícia, compartilhe o link.