Geral

25/09/2021 13:22

COMBATE AO CORONAVÍRUS

Planalto Norte recua para o risco alto na Matriz de Risco da Covid-19

DIVULGAÇÃO

Não há mais regiões no nível gravíssimo (vermelho)

Da redação - editoria@gazetasbs.com.br

Região

A Matriz de Risco Potencial divulgada sábado (25), pelo Governo de Santa Catarina, mostra uma melhora em todas as regiões catarinenses em relação à pandemia. No caso do Planalto Norte, a classificação recuou do grave (laranja) para o nível alto (amarelo). O mapa ainda mostra nenhuma região no nível gravíssimo (vermelho) e apresenta três regiões no nível moderado (azul), algo que não ocorria desde o ano passado. 

A matriz é organizada em quatro dimensões de prioridade: Gravidade, Transmissibilidade, Monitoramento e Capacidade de Atenção. A variável de óbitos na semana por 100 mil habitantes se denomina Gravidade e é a informação epidemiológica mais precisa. A dimensão também aborda a tendência de internação por Síndrome Respiratória Aguda Grave por 100 mil habitantes.

A taxa de transmissibilidade (Rt) é agrupada com o número de infectantes por 100 mil habitantes na dimensão de Transmissibilidade. Já a de Monitoramento avalia as variáveis de cobertura vacinal em maiores de 18 anos com segunda dose ou dose única completa, bem como a variação de número de casos semanal. A capacidade de atenção, por sua vez, é a taxa de ocupação de leitos de UTIs adulto SUS reservado para Covid-19.

Confira mais notícias no jornal impresso. Assine A Gazeta agora mesmo pelo WhatsApp (47) 99727-0414. Custa menos que um cafezinho por dia! ☕

Todos os direitos reservados para A Gazeta. Reprodução sem autorização é proibida.

Ajude-nos a manter um jornalismo sério e com credibilidade. Textos e fotos estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Se quiser repassar a notícia, compartilhe o link.