Geral

16/01/2021 08:02

COMBATE AO CORONAVÍRUS

Piên elabora calendário de vacinação e Campo Alegre aguarda definições

DIVULGAÇÃO

Vice-prefeito e secretário de Saúde, Pedro da Silva

Elvis Lozeiko e Fabiano Kutach - editoria@gazetasbs.com.br

Piên e Campo Alegre

Domingo (17), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) vai avaliar os pedidos de uso emergencial das vacinas CoronaVac (Instituto Butantan/Sinovac) e Astrazeneca (Fiocruz/Oxford), contra a Covid-19. Caso o parecer seja favorável, e se o Ministério da Saúde de fato iniciar a distribuição dos imunizantes aos governos estaduais na segunda-feira (18) – como pré-anunciado pelo próprio órgão federal.

Em Piên, a Secretaria de Saúde trabalha na elaboração do calendário de vacinação. O município já vem se preparando para receber e imunizar os habitantes tão logo as vacinas cheguem na cidade. “Porém é importante lembrar à população que as vacinas serão encaminhadas conforme os grupos prioritários definidos pelo Ministério da Saúde”, disse Mayara Grosskopf, coordenadora da Atenção Básica da Secretaria de Saúde de Piên.

Ela explica ainda que o município está fazendo levantamento dos grupos para encaminhar à Secretaria de Estado da Saúde. “Já encaminhamos os números de quantos profissionais estão envolvidos diretamente no enfrentamento ao coronavírus e agora estamos trabalhando nos dados referente ao número de habitantes com mais de 75 anos”, frisou. Estas pessoas são as primeiras a receber o imunizante e por isso são os primeiros dados a serem encaminhados.

Vice-prefeito e secretário de Saúde, Pedro da Silva, o Pedrinho da Farmácia, garante que a cidade já possui locais para armazenamento dos materiais e está preparada para receber as vacinas tão logo inicie a distribuição. Quanto aos locais de vacinação eles permanecem normalmente nas unidades de saúde e informações extras devem ser divulgadas conforme o andamento da vacinação.

No aguardo de definições

Em Campo Alegre, conforme explica a assessoria da Prefeitura, aguarda-se as deliberações do Ministério da Saúde para que informações gerais sobre a campanha possam ser externadas, como total de pessoas beneficiadas na primeira etapa.

Para tanto, após a Anvisa emitir seu parecer quanto ao uso emergencial das vacinas, já no início da próxima semana haverá uma reunião definir detalhes finais. A assessoria frisa que tudo depende do que o ministério vai oficializar a partir do anúncio da Anvisa.

Todos os direitos reservados para A Gazeta. Reprodução sem autorização é proibida.

Ajude-nos a manter um jornalismo sério e com credibilidade. Textos e fotos estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Se quiser repassar a notícia, compartilhe o link.