Política

13/10/2020 08:36

ELEIÇÕES 2020

Pedidos de impugnação contra dois candidatos a prefeito de Rio Negrinho

DIVULGAÇÃO

Caio Treml e Julio Ronconi tentam impugnar candidatura um do outro

Da redação - editoria@gazetasbs.com.br

Rio Negrinho

Na Justiça Eleitoral correm pedidos de impugnações mútuos contra dois candidatos a prefeito de Rio Negrinho. Um deles é contra o médico Caio Treml, candidato pelo PL. A alegação que fundamenta o pedido de impugnação é que Caio, como médico, não teria se desincompatibilizado em tempo hábil dos serviços prestados à Fundação Hospitalar, entidade que recebe recursos públicos e por isso haveria necessidade cumprimento de alguns prazos. Dois deles, em especial.

Um por ser diretor clínico no hospital, e segundo, por ser servidor público municipal e continuar atuando em plantões no hospital durante o período vedado. O caso segue em análise pelo Ministério Público Eleitoral, e ainda não há uma conclusão para a situação. O pedido de impugnação partiu da coligação encabeçada por Julio Ronconi (PSDB), candidato à reeleição. Quem assina é o presidente da Fundação de Cultura, Adilson Figueiredo.

Já no caso contra o prefeito e candidato à reeleição, Júlio Ronconi, o processo de impugnação tem como um dos motivos o suposto abuso de poder político, pelo fato do presidente do Samae ter, conforme a denúncia, realizado reunião em horário de expediente com servidores que recebem gratificação para pedir votos.

Outro fato anexado à denúncia contra o prefeito também envolve o presidente do Samae, Gilson José Reckziegel. Ele teria mandado mensagem ao grupo de WhatsApp denominado "Samae Comissionados", em horário de expediente, chamando servidores comissionados para participar de uma carreata. O caso foi denunciado pelo servidor Claudionor Carvalho e também seguem em análise pelo Ministério Público Eleitoral.

As informações foram publicadas na coluna Panorama Político desta terça-feira (13).

Todos os direitos reservados para A Gazeta. Reprodução sem autorização é proibida.

Ajude-nos a manter um jornalismo sério e com credibilidade. Textos e fotos estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Se quiser repassar a notícia, compartilhe o link.