Geral

03/12/2019 08:26

MOBILIDADE

Obras na Rua Barão do Rio Branco preocupam comerciantes de São Bento

Elvis Lozeiko / Jornal A Gazeta

Implantação das calçadas iniciou nesta segunda-feira (2)

Elvis Lozeiko - elvis@gazetasbs.com.br

São Bento do Sul

Começou segunda-feira (2) a implantação das novas calçadas na Rua Barão do Rio Branco, entre a escadaria da Igreja Matriz Puríssimo Coração de Maria e o Shopping Zipperer. Os trabalhos vão prosseguir pelos próximos dias e exigem atenção de pedestres, ciclistas e condutores no trânsito. O presidente do Sindicato do Comércio Varejista de São Bento do Sul (Sindilojas), Rodrigo Schuhmacher, mostra uma certa insatisfação com a Prefeitura. "As obras no Centro da cidade preocupam um pouco", disse.

Segundo ele, as intervenções no Centro vão prosseguir em dezembro, diferentemente do que foi anunciado, ou seja, que os trabalhos prosseguiriam somente até o mês de novembro. "Existem alguns locais com calçadas abertas. Alguns comerciantes vão ser prejudicados, principalmente na Rua Barão do Rio Branco. É uma pena. Isso deveria ser visto com mais cuidado pelo poder público", comentou ele, ao falar das expectativas do comércio para o período natalino.

Conforme o secretário de Planejamento de São Bento do Sul, Luiz Cláudio Schuves, as obras relacionadas às calçadas na Barão do Rio Branco, da escadaria da Igreja Matriz Puríssimo Coração de Maria sentido ao Shopping Zipperer, serão concluídas no máximo até o dia 10 de dezembro. Segundo, trata-se de uma decisão conjunta com a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e o Shopping Zipperer. "Já as obras de saneamento serão realmente paralisadas", esclareceu.

Segundo Schuves, a última etapa das intervenções relacionadas à implantação da rede coletora de esgoto no Centro refere-se ao trecho entre a Rua Capitão Ernesto Nunes (do Germânia Super Center) até a esquina com a Barão.

Todos os direitos reservados para A Gazeta. Reprodução sem autorização é proibida.

Ajude-nos a manter um jornalismo sério e com credibilidade. Textos e fotos estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Se quiser repassar a notícia, compartilhe o link.