Geral

27/11/2021 12:17

COMBATE AO CORONAVÍRUS

Nova variante Omicron preocupa governantes em todo mundo

DIVULGAÇÃO

Voos começaram a ser cancelados em todo mundo

Da Redação - editoria@gazetasbs.com.br

Região

Enquanto no Brasil a vacinação dá sinais notórios de que a pandemia da Covid-19 está enfraquecendo e as flexibilizações começam a ser mais incisivas, outros países estão entrando novamente em estado de alerta por conta do aumento de casos e, principalmente, da variante B.1.1529. A cepa foi identificada na África do Sul e alimenta temores de uma quarta onda potencialmente grave, que poderá se espalhar internacionalmente.

A nova descoberta recebeu a letra grega "omicron", carrega um número invulgarmente grande de mutações e é "claramente muito diferente" de encarnações anteriores, de acordo com Túlio de Oliveira, bioinformática e professor que dirige instituições de sequenciamento de genes em duas universidades sul-africanas. Agora, resta saber os seus efeitos.

A Bélgica tornou-se o quinto local a ter um caso confirmado da variante. África do Sul, Botswana, Israel e Hong Kong já têm pelo menos um caso cada. Viajantes de Malaui e Madagascar também descobriram ter a variante, mas nenhum caso confirmado em cada país ainda. Pelo que sabe até o momento, a B.1.1529 é muito diferente do vírus inicial, com isso aumenta a preocupação quanto à imunização. Isto porque as vacinas foram desenvolvidas mirando a cepa original do coronavírus, registrada inicialmente em Wuhan, na China. Porém, também é importante destacar que a África do Sul tem só 24% da população com o esquema vacinal completo. Portanto, pode ser que ao chegar em países com taxas mais altas, essa cepa não tenha tanta força.

Medidas preventivas
Diante das informações já conhecidas, muitos governantes estão implementando medidas drásticas para evitar que ela se espalhe. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicou nota técnica na sexta-feira (26) recomendando que o governo brasileiro adote restrições para voos e viajantes vindos de parte da África.

Além disso, o Ministério da Saúde emitiu uma "comunicação de risco". No alerta, a pasta afirma que a vacinação "provavelmente" contribuirá na resposta à doença, destaca que medidas como o uso de máscara, o distanciamento social e o isolamento de casos suspeitos são "essenciais" e aponta que, até agora, nenhum caso dessa variante foi identificado no Brasil.

Todos os direitos reservados para A Gazeta. Reprodução sem autorização é proibida.

Ajude-nos a manter um jornalismo sério e com credibilidade. Textos e fotos estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Se quiser repassar a notícia, compartilhe o link.