Geral

09/05/2019 10:27

RECLAMAÇÃO

Moradora afirma que sujeira vinda do tanque da Promosul entope tubulação

Divulgação

Tudo está com mais da metade do seu diâmetro ocupado por sujeira

Da redação - editoria@gazetasbs.com.br
São Bento do Sul

O tanque situado no terreno da Promosul segue gerando reclamações de moradores do bairro Brasília, ao lado do pavilhão. Após matéria publicada quarta-feira (8) em A Gazeta, leitora entrou novamente em contato, afirmando que segue o risco de alagamento, principalmente por conta da falta de atenção do poder público.

A grande vilã é a sujeira vinda do tanque. Segundo ela, a tubulação corre o risco de ser entupida, conforme mostra a foto do tubo com muita sujeira e pouco espaço para correr a água. “Essa é uma tubulação é de um metro. Você consegue ver um metro de tubo ali?”, questiona. Na visão dos responsáveis pela Promosul, o tanque não é o causador dos problemas, servindo até mesmo como uma espécie de reservatório e retendo uma parte das águas.

Ela citou um caso ocorrido no mês passado, durante uma forte chuva. “A tubulação do rio entupiu com a sujeira que veio com as águas do tanque da Promosul, invadindo uma casa que fica na Rua Germano Greipel. Isso pode causar ainda mais transtornos, mas ninguém faz nada, nem Defesa Civil, nem Ministério Público”, critica. “Ligar para a Defesa Civil para que? Ninguém aparece mesmo, não estão nenhum pouco preocupados com a nossa situação”, desabafa.

Confira mais detalhes sobre a polêmica no jornal impresso desta quinta-feira (9).

Comentários

“Ligar para a Defesa Civil para que? Ninguém aparece mesmo, não estão nenhum pouco preocupados com a nossa situação”, desabafa. O comentário da leitora pode ser analisado em uma perspectiva de uma “preocupação” sim, mas apenas um pouco ortodoxa pela prefeitura. Baseio-me nas Respostas ao Processo Administrativo 6506/2019, no qual solicito providencias em relação a cruel e perversa poluição sonora. Há preciosidades tais como a) Aconselhamento que desconsidera (e evita) trabalho da prefeitura,b) menção a encaminhamento para outros órgãos estaduais c) opinião pela qual “ concluo “ que em apenas em certos locais indicados pela prefeitura a vegetação de áreas verdes cresce de forma célere d) a insistência pouquíssima crível no mundo real que certidões eliminam/ dispensam fiscalizações “in loco”. Nas situações ( tubulação e poluição sonora) a grande vilã pode ser :1) um planejamento municipal deficiente 2) um sistema de tomada de decisões que privilegia uma abordagem distante do local dos problemas da população. Presença mais em eventos que garantam divulgação e fotos .Muitas fotos. Por exemplo na matéria “ Comunidade do Cruzeiro recebe o Empreender nos Bairros- 29 De Abril De 2019 Sbs on line)
Paulo A Accorsi de Godoy 14/05/2019 11:40
 
Deixe seu comentário

+ sobre Geral

Leia mais...

Todos os direitos reservados para A Gazeta. Reprodução sem autorização é proibida.

A Gazeta - Rua Mal. Floriano, 22 - Centro - São Bento do Sul/SC - Telefone (47) 3203-0022