Geral

07/01/2022 09:23

SEM SANEAMENTO

Morador da Nova Galiléia relata situação precária da distribuição de água

DIVULGAÇÃO

Distribuição de água é por meio de mangueiras improprias

Zuciane Peres - editoria@gazetasbs.com.br

Campo Alegre

Morador da comunidade Nova Galiléia, em Campo Alegre, pede ajuda para situação precária em que vivem. Com mais de 34 residências, moradores sofrem com problemas como a distribuição de água potável. "Somos mais de 90 pessoas, e todos dependemos de um só poço semi artesiano. A distribuição de água é por meio de mangueiras impróprias, e para o consumo já foi solicitado por meio de órgãos competentes, mas estamos abandonados e sem ajuda dos órgãos municipais", declara.

Segundo ele, já foi oferecido um lugar para captação de água no local, dependendo de alguma distribuidora instalar, mas mesmo assim se recusam. "Falta de respeito e falta de boa vontade de ajudar. Água é um direito básico de qualquer ser humano, e não temos o apoio da prefeitura", lamenta.

O que diz a Prefeitura

Em resposta, a Prefeitura esclarece que o imóvel é particular, situado em zona rural, onde inexiste rua municipal, impedindo que o empreendimento seja alcançado pela infraestrutura essencial de serviços públicos, sendo de responsabilidade dos proprietários e condomínio.

  • YouTube: Inscreva-se para assistir as matérias de A Gazeta.

Confira mais notícias no jornal impresso. Assine A Gazeta agora mesmo pelo WhatsApp (47) 99727-0414. Custa menos que um cafezinho por dia! ☕

Todos os direitos reservados para A Gazeta. Reprodução sem autorização é proibida.

Ajude-nos a manter um jornalismo sério e com credibilidade. Textos e fotos estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Se quiser repassar a notícia, compartilhe o link.