Geral

27/03/2020 11:19

SAÚDE EM ALERTA

Médico está afastado com suspeita de Covid-19 em São Bento do Sul

ARQUIVO / JORNAL A GAZETA

Quem tiver sintomas relacionados ao Covid-19 devem buscar, inicialmente, os postos de saúde

Marcello Miranda - editoria@gazetasbs.com.br

São Bento do Sul

A Secretaria de Saúde de São Bento do Sul trabalha na captação de recursos para aquisição de kits para testes rápidos do novo coronavírus (Covid-19). O resultado sairia em poucos minutos, e o objetivo é utiliza-los nas equipes que atuam na linha de frente do combate ao vírus, para justamente saber se estão infectados ou se estão gripados.

Como é o caso de um médico, classificado como suspeito para Covid-19, mas como não desenvolveu todos os sintomas está afastado, em casa, em tratamento para uma síndrome gripal. Para aquisição dos testes, a Secretaria de Saúde vai inclusive pedir ajuda por meio de doação a empresários ou pessoas que possam colaborar.

Atualmente, a pasta monitora várias pessoas e possui quatro casos suspeitos para o novo coronavírus. Antes de mais nada é preciso diferenciar casos "suspeitos" de "monitorados". São situações distintas, tratadas de forma individual pela Secretaria de Saúde são-bentense. Para garantir um encaminhamento padronizado dos casos, existe um fluxograma criado para indicar os passos a serem seguidos nos postos de saúde e hospital.

Conforme o médico Ricardo Larroyed de Oliveira, quando uma pessoa chega ao posto de saúde com sintomas semelhantes ao de síndrome gripal, parecidas com o do Covid-19, é feita uma notificação do caso e caso sejam sintomas leves, é determinado o isolamento domiciliar deste paciente por 14 dias, em especial se entre os sintomas existe alguma dificuldade respiratória. Casos mais graves de síndrome respiratória são encaminhados ao Hospital Sagrada Família.

Entenda as diferenças

  • Casos suspeitos
    Pessoas que apresentaram sintomas da doença, como febre, dor de garganta e especialmente dificuldades respiratórias. É orientado que o paciente vá até uma das unidades básicas de saúde, onde serão feitos os procedimentos necessários.

  • Casos monitorados
    Pacientes que apresentem um ou dois sintomas leves da doença. São encaminhados ao isolamento domiciliar e ocorre o monitoramento por telefone. Se em até 14 dias os sintomas desaparecem, é dada alta ao paciente. 

Clique para ampliar

Todos os direitos reservados para A Gazeta. Reprodução sem autorização é proibida.

Ajude-nos a manter um jornalismo sério e com credibilidade. Textos e fotos estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Se quiser repassar a notícia, compartilhe o link.