Política

11/01/2021 13:00

LEGISLATIVO

Maneco abre mão dos privilégios como vereador em Rio Negrinho

DIVULGAÇÃO

Vereador protocolou ofício na Câmara

Fabiano Kutach - fabiano@gazetasbs.com.br

Rio Negrinho

O vereador Manoel Alves Neto, o Maneco (DEM), protocolou na tarde de sexta-feira (8) um ofício abrindo mão daquilo que classifica como privilégio dos políticos. No documento entregue ao presidente Arlindo André da Cruz, o Piska (PP), Maneco abre mão de itens como celular funcional e diárias, além de dizer que não usará o carro do Legislativo de Rio Negrinho.

Maneco se une a uma série de outros políticos que vêm tomando medidas semelhantes Brasil afora. “Quero ser um vereador diferente, e temos que dar o exemplo. Por isso, tomei essa medida”, explicou. Em Rio Negrinho, os vereadores já não dispõem de assessor legislativo, e os carros podem ser usados por todos os vereadores.

Maneco diz que é necessário moralizar a política brasileira e, mais que apenas cobrar, é preciso dar o exemplo. “Temos que acabar com as regalias que os políticos têm. Todo vereador já tem carro e celular cada um já tem o seu. Não tem porque gerar esse gasto a mais para a Câmara”, explica.

Além disso, Maneco informou no ofício que abre mão das diárias e passagens pagas pelo Legislativo. Dessa forma, o único valor que receberá da Câmara será seu salário como vereador. “Temos que cuidar do dinheiro do povo e espero que outros vereadores também tomem essa medida”, encerra.

Todos os direitos reservados para A Gazeta. Reprodução sem autorização é proibida.

Ajude-nos a manter um jornalismo sério e com credibilidade. Textos e fotos estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Se quiser repassar a notícia, compartilhe o link.