Segurança

22/11/2017 13:45

INVESTIGAÇÃO

Mais uma pessoa pode estar envolvida em morte de jovem em Fragosos

Ricardo Otto / Arquivo

Crime foi cometido há três semanas, no dia 31 de outubro

Da redação - editoria@gazetasbs.com.br

Campo Alegre

A Justiça autorizou a quebra do sigilo dos dados telefônicos e telemáticos de Sidnei Alves Pereira, que confessou o assassinato da companheira Jéssica Aparecida dos Santos, em Fragosos, no dia 31 de outubro. Segundo o juiz Edson Luiz de Oliveira, há indícios de que o homicídio foi praticado com o auxílio de alguém.

A decisão judicial estabelece que a operadora telefônica forneça à Delegacia de Polícia Civil um relatório com todas as ligações e mensagens, efetuadas e recebidas, no período de 27 de outubro a 1º de novembro.

Conforme o delegado responsável, várias divergências foram encontradas entre o depoimento de Sidnei e outras informações já obtidas. Assim, a polícia desconfia que o local da execução não foi o mesmo informado por Sidnei, inclusive com a possibilidade de um terceiro ter transportado o corpo.

Veja mais detalhes sobre a investigação no jornal impresso desta quarta-feira (22).

Todos os direitos reservados para A Gazeta. Reprodução sem autorização é proibida.

Ajude-nos a manter um jornalismo sério e com credibilidade. Textos e fotos estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Se quiser repassar a notícia, compartilhe o link.