Segurança

01/04/2021 13:42

INVESTIGAÇÃO

Inquérito da morte de Jaime Hacke está finalizado e agressor foi indiciado

DIVULGAÇÃO

Crime ocorreu na Rua São Rafael, por volta das 22 horas do dia 24 de fevereiro

Da redação - editoria@gazetasbs.com.br

Rio Negrinho

Já está no Fórum da Comarca de Rio Negrinho, há duas semanas, o inquérito policial que apura a morte de Jaime Hacke, 53 anos, ocorrida durante a noite do dia 24 de fevereiro, na Rua São Rafael, em Rio Negrinho. Segundo o delegado Rubens Almeida Passos de Freitas, quatro testemunhas foram ouvidas no caso.

A agressão teria ocorrido durante discussão pelo barulho de um caminhão. Segundo o delegado, durante o interrogatório o autor contou que, de fato, deu um soco em Jaime, mas a intenção não era matar. “As testemunhas discorreram no mesmo sentido”, disse. O autor, que não teve o nome divulgado para a imprensa, foi indiciado por lesão corporal seguida de morte.

Lembre o caso

Na noite dos fatos, ocorreu uma discussão por conta do barulho de um caminhão. Policiais militares que chegaram no local foram informados por populares que Jaime teria ido conversar com o agressor, que dirigia o caminhão. A vítima pediu para o autor ter cuidado e atenção com a velocidade na rua.

Assim que foi lhe chamada a atenção, o motorista desferiu um soco contra Jaime, que teria caído e batido com a cabeça no meio-fio. A vítima ainda chegou a ser socorrida pelos Bombeiros Militares, sendo levada até a Fundação Hospitalar, onde faleceu pouco tempo depois.

Após o golpe, o caminhoneiro de 28 anos se evadiu do local, se apresentando com sua advogada no dia seguinte, por volta das 15 horas, na Delegacia da Comarca. “Ele disse que houve uma discussão por causa do caminhão dele, que é muito barulhento. E em determinado momento, deu um soco, imaginou que a vítima tivesse desmaiado. Então, ele puxou a vítima para a calçada e foi embora com seu veículo”, detalhou o delegado.


Confira mais notícias no jornal impresso. Assine A Gazeta agora mesmo pelo WhatsApp (47) 99727-0414. Custa menos que um cafezinho por dia! ☕

Todos os direitos reservados para A Gazeta. Reprodução sem autorização é proibida.

Ajude-nos a manter um jornalismo sério e com credibilidade. Textos e fotos estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Se quiser repassar a notícia, compartilhe o link.