Segurança

22/07/2021 10:44

INVESTIGAÇÃO

Homicídio no Alpestre pode ter sido uma execução, aponta major da PM

RICARDO OTTO / JORNAL A GAZETA

Momento em que a perícia chegava ao local

Da redação - editoria@gazetasbs.com.br

São Bento do Sul

A Polícia Civil, através da Divisão de Investigação Criminal (DIC), investiga desde a tarde de quarta-feira (21) um homicídio ocorrido no Loteamento Alpestre. O morador Maicon Ribas Marques, 33 anos, foi morto por disparos de arma de fogo por volta das 13h30, na Rua Gerson Carlos Grosskopf.

Segundo o major Stanchak, da Polícia Militar, aparentemente foi uma execução, onde autores e vítima marcaram um encontro, que resultou no homicídio. O fato ocorreu em uma estrada de chão, sem muita vizinhança nas imediações, na saída do Alpestre.

O delegado Gil Rafael Ribas e sua equipe de policiais estiveram no local logo após o crime, juntamente com o Instituto Geral de Perícias (IGP). “A princípio a vítima foi alvejada por disparos de arma, ainda não há a confirmação do calibre, isso depende de laudo do IGP”, disse o delegado. Os locais onde a vítima foi alvejada foram entre o tórax e a cabeça. 

Quanto à suspeita de autoria, segundo o delegado, a princípio seriam dois envolvidos. Nos próximos dias, ele pretende ouvir testemunhas que foram identificadas no local e os familiares da vítima.


Confira mais notícias no jornal impresso. Assine A Gazeta agora mesmo pelo WhatsApp (47) 99727-0414. Custa menos que um cafezinho por dia! ☕

Todos os direitos reservados para A Gazeta. Reprodução sem autorização é proibida.

Ajude-nos a manter um jornalismo sério e com credibilidade. Textos e fotos estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Se quiser repassar a notícia, compartilhe o link.