Geral

17/02/2014 10:36

DESTAQUE NACIONAL

Grupo Hip Hop X-Style está na final

Sabrina Idalêncio

Os ensaios do X-Style ocorrem praticamente todos os dias.

Sabrina Idalêncio - sabrina@gazetasbs.com.br

São Bento do Sul

Competindo, há quatro semanas, no quadro Dançarinos Kids, do Programa Raul Gil, quatro dos dançarinos do Hip Hop X-Style disputam a final com outros três grupos de outras partes do Brasil. Acompanhados do coreógrafo Danilo de Lara, os dançarinos Catherine Viliczinzki, 13 anos, Kauê Stiegler, 9, Bernardo Setlik, 10 e Téo Katzer, 9, sobem novamente ao palco este sábado. Em quatro programas, foram oito grupos derrotados. Os são-bentenses venceram três etapas seguidas, portanto, não será necessária a participação na semifinal que será transmitida neste sábado.


Nova sede


Há dez anos atuando em São Bento do Sul, o coreógrafo anuncia o novo espaço para receber os alunos interessados em participar do grupo. Como os ensaios ocorriam em salas do Colégio São Bento, 90% dos participantes ainda eram estudantes de lá, e os outros não eram porque já não eram mais estudantes do ensino fundamental. “Aproveitamos o valor do prêmio conquistado no quadro ‘Se Vira nos 30’ para providenciar a estrutura do local”, explica Danilo, informando que agora o grupo está preparado para receber interessados de qualquer parte da cidade, a partir de 5 anos, no novo endereço: rua Felipe Schmidt, 86, Centro. Para mais informações, o contato é 9979-3742.

Mesmo com alguma experiência, para as crianças, tudo é novidade. “Ficamos nervosos nos momentos das perguntas do Raul Gil, pois nunca sabemos o que pode vir dele. Dançar é o mais fácil, pois a coreografia está ensaiada”, avalia Catherine. “Quando os jurados dizem que passamos para a próxima fase é a melhor sensação”, diz o pequeno Téo. Dentre os participantes, apenas o menino Bernardo jamais havia participado de programa televisivo. Em meio às gravações, o garoto Arthur Malschitzky fez uma viagem internacional, sendo necessária a substituição pelo novato. “Procuro sempre dar oportunidade a todos os participantes do grupo. Porém, preciso normalmente preencher as exigências dos programas em relação à idade, número de bailarinos e gênero feminino ou masculino”, explica.

A viagem até São Paulo não é fácil. É uma noite inteira dentro de uma van para chegar até os estúdios do SBT e encarar um dia de gravações. Lá, as crianças contam que são bem recebidas. Os pais não acompanham por se tratar de dia útil. “Nenhum deles incomoda ou dá trabalho. É muito tranquilo levá-los”, pontua Danilo. No início, o que o programa chamava de “cachê” era irrisório para custear os gastos com transporte e alimentação. “Entrei em contato com o Raul Gil e conversei sobre aumentar o cachê, pois R$ 400 era muito pouco. Por esse valor, era complicado correr tantos riscos em uma longa viagem. Felizmente, eles agora arcam com todas as despesas da viagem”, explica o coreógrafo, Danilo de Lara.

Segundo ele, o valor é baixo porque a maioria dos artistas está concentrada no eixo Rio – São Paulo e, neste caso, o valor é suficiente para cobrir as despesas. Mesmo assim, os custos com alimentação e figurino ainda pesam no bolso dos pais.

Preparação

Para se apresentar no programa, os ensaios ocorrem de segunda-feira a domingo, sempre duas horas por dia. “A cada participação, eles apresentam uma coreografia diferente. Precisamos surpreender os jurados”, comenta. Nos concursos de televisão, são exigidas músicas que lideram os pedidos nas rádios. Já em festivais, a exigência é por uma dança mais incrementada e música menos popular. “Estamos sempre em busca de concursos e festivais de níveis mais profissionais. Quando há no município, apenas dançamos em abertura, como participação especial, pois esse nível já foi superado”, explica. O grupo Hip Hop X-Style já competiu nos programas Astros, Raul Gil e Faustão, além de fazer participação no programa do Bozo.

Todos os direitos reservados para A Gazeta. Reprodução sem autorização é proibida.

Ajude-nos a manter um jornalismo sério e com credibilidade. Textos e fotos estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Se quiser repassar a notícia, compartilhe o link.