Política

19/01/2022 13:15

IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA

Gilberto Dranka é condenado por desvio de dinheiro público em Piên

ARQUIVO / JORNAL A GAZETA

Prefeitura de Piên foi prejudicada, conforme sentença, em mais de R$ 300 mil

Da redação - editoria@gazetasbs.com.br

Piên

Gilberto Dranka, ex-prefeito de Piên, foi condenado por improbidade administrativa pela Vara Criminal do Fórum de Justiça de Rio Negro. Também foram condenados o empresário Ivo Brand, sócio-administrador da empresa Bracor Corretora de Seguros Ltda, e o ex-chefe do Departamento de Limpeza Urbana da Prefeitura de Piên, Célio Soares de Oliveira.

O processo iniciou por meio de uma Ação Civil Pública aberta em 2017 pelo Ministério Público do Paraná, onde apurou-se que os três desviaram dos cofres do município um valor aproximado de R$ 309 mil. A sentença foi emitida pelo juiz Rodrigo Morillos, no último dia 16 de dezembro. Conforme as investigações, quando ainda era prefeito, Dranka teria autorizado a liberação de recursos para a Bracor, por serviços que não foram prestados à Prefeitura.

Dranka foi condenado a três anos e nove meses de reclusão, havendo a substituição da pena para prestação de serviços comunitários e o pagamento de uma multa de 20 salários mínimos, o equivalente a R$ 22 mil. Já Ivo Brand foi condenado a três anos e cinco meses de reclusão, no entanto, também pode substituir a reclusão por serviços comunitários, além do pagamento de uma multa de 20 salários mínimos.

Já para Célio Soares de Oliveira, a pena foi de dois anos e três meses, também com substituição da pena privativa de liberdade por duas restritivas de direito, na modalidade de prestação de serviços à comunidade e o pagamento de cinco salários mínimos (R$ 5.500, atualmente).

Sem contato
A reportagem tentou contato com as defesas dos réus para comentar a decisão, mas até a publicação da matéria não havia recebido um retorno. A Gazeta mantém o espaço aberto para todas as defesas.

  • YouTube: Inscreva-se para assistir as matérias de A Gazeta.

Confira mais notícias no jornal impresso. Assine A Gazeta agora mesmo pelo WhatsApp (47) 99727-0414. Custa menos que um cafezinho por dia! ☕

Todos os direitos reservados para A Gazeta. Reprodução sem autorização é proibida.

Ajude-nos a manter um jornalismo sério e com credibilidade. Textos e fotos estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Se quiser repassar a notícia, compartilhe o link.