Geral

10/06/2019 09:44

FRIO CHEGANDO

Fique atento aos sinais do seu animal de estimação para evitar gripe canina

Layra Olsen / Jornal A Gazeta

Para Sandrine, vacinação é indispensável, principalmente em filhotes

Layra Olsen - layra@gazetasbs.com.br
São Bento do Sul

Assim como nós, seres humanos, os cães também estão propensos a doenças respiratórias, principalmente durante o inverno. Um dos problemas que mais atingem os pets nesse período é a gripe canina (traqueobronquite infecciosa), transmitida pelo ar, secreções respiratórias e pelo contato direto com o animal infectado. Embora seja sazonal, ocorrendo com mais frequência nos meses frios e secos, a doença pode afetar os cachorros o ano todo, com menor incidência.

Um dos sintomas, segundo a médica veterinária do Pet Shop Monterey, Sandrine Gassner, é a tosse seca, também conhecida como tosse de ganso, que pode ser diagnosticada através de uma palpação no início do osso do tórax e pode começar de 7 a 10 dias depois do contato com o vírus. Outros indícios ainda podem indicar a doença, como a falta de apetite, febre e a secreção nasal e ocular em filhotes mais debilitados. “Além disso, têm cães que podem ficar com o vírus por até três meses e os sinais só aparecem quando baixa a imunidade”, conta.

Tratamento
Ao notar alguns desses sinais, o ideal é acionar um profissional. “No geral, o diagnóstico é clínico. Não é feito propriamente um exame para identificar. O teste só é feito quando está num grau muito avançado”, explica. O tratamento é realizado a base de antibióticos e anti-inflamatórios, por um período de 7 a 10 dias. Os medicamentos, contudo, devem ser receitados por um médico veterinário para garantir uma recuperação rápida, efetiva e sem complicações.

Prevenção
O principal meio de prevenção, conforme Sandrine, é a vacina. Para garantir o fortalecimento imunológico do animal há opções intranasal e injetáveis. Ambas são eficazes e precisam ser aplicadas anualmente, mas, independentemente da via de administração, não impedem o desenvolvimento de quadros mais leves da doença.

Confira mais informações sobre a doença no jornal impresso desta segunda-feira (10).

Comentários

Não há comentários sobre esta matéria. Deixe seu comentário

+ sobre Geral

Leia mais...

Todos os direitos reservados para A Gazeta. Reprodução sem autorização é proibida.

A Gazeta - Rua Mal. Floriano, 22 - Centro - São Bento do Sul/SC - Telefone (47) 3203-0022