Geral

08/10/2019 09:54

ENERGIA DO BEM

Equipe da Celesc percorre bairros com uniforme e crachá em São Bento

Layra Olsen / Jornal A Gazeta

Profissionais usam crachá e camisetas de identificação

Layra Olsen - layra@gazetasbs.com.br

São Bento do Sul

Desde meados de setembro, moradores dos bairros Serra Alta e Centenário estão sendo contemplados com o projeto Energia do Bem, da Celesc. A ação é coordenada pela equipe da 5EC Engenharia e se estende até, no máximo, o dia 20 de outubro. Porém, a visita dos profissionais tem despertado desconfiança de alguns moradores, e até a Polícia Militar chegou a ser acionada, segunda-feira (7) pela manhã.

Os profissionais usam uniformes cinzas com detalhes bordôs, camisetas e bonés azuis, crachás da empresa e utilizam veículos Fiat Uno brancos. No automóvel, o morador pode conferir se há identificação (nome ou logo da empresa) e um aviso informando que estão à serviço da Celesc.

Equipe que realiza as visitas em domicílios 

Para evitar que o consumidor seja vítima de qualquer tipo de ato de má-fé por parte de terceiros ainda é possível entrar em contato com a Celesc pelos telefones 0800 480120, 3631-8000 ou diretamente na loja física para conferir os nomes dos funcionários contratados para colocar em prática a iniciativa que visa a redução do consumo de energia. “Têm pessoas que não aceitam, acham que é algo errado, que terá alguma cobrança na fatura. Se alguém cobrar qualquer coisa não é por parte da Celesc e não é para pagar”, ressaltou o gerente da unidade de São Bento do Sul da Celesc, Carlos Alberto Becker Júnior.

As equipes também percorrem as residências apenas em horário comercial. Além disso, se uma das famílias pré-selecionadas não estiver em casa, é deixado um documento com um telefone para contato para que o morador agende a visita. A ação visa reduzir o consumo de energia e contempla a substituição de chuveiros, lâmpadas e até mesmo geladeiras.

Confira mais detalhes sobre o projeto no jornal impresso desta terça-feira (8).

Todos os direitos reservados para A Gazeta. Reprodução sem autorização é proibida.

Ajude-nos a manter um jornalismo sério e com credibilidade. Textos e fotos estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Se quiser repassar a notícia, compartilhe o link.