Geral

15/09/2021 11:46

PROCESSOS ADMINISTRATIVOS

Dois professores são demitidos por faltas e abandono do trabalho em São Bento

ELVIS LOZEIKO / JORNAL A GAZETA / ARQUIVO

Decisões são resultados de processos administrativos da Prefeitura

Elvis Lozeiko - elvis@gazetasbs.com.br

São Bento do Sul

O prefeito Antônio Tomazini (PSDB) assinou decisões de processos administrativos publicadas terça-feira (14) no Diário Oficial. Os procedimentos foram instaurados para apurar as condutas de servidores públicos, sendo dois deles professores. Nas decisões, apenas as iniciais dos funcionários foram divulgadas.

Um dos funcionários, R. F. P., professor de Anos Iniciais, abandonou o trabalho, segundo o relatório. O processo, nesse caso, foi instaurado ainda em 2018. De acordo com o documento, R. havia tirado licença sem remuneração de fevereiro de 2012 a fevereiro de 2014, a qual foi prorrogada até fevereiro de 2016.

Mas, quando deveria ter reassumido o cargo, o professor não retornou e não justificou ausência. Com 204 páginas, o processo revela que a Prefeitura tentou notificar o servidor sobre o término da licença por duas vezes, inclusive por ausência de dados cadastrais atualizados. Devido às provas do processo, R. foi demitido por abandono de emprego.

197 faltas
Outro professor, de Anos Finais, cometeu a infração de inassiduidade habitual, de acordo com a decisão. V. A., segundo o documento de 268 páginas instaurado em junho de 2019, na ocasião já somava 197 ausências ao trabalho, 42 delas injustificadas.

Lotado na Rede Municipal de Ensino, o servidor estava atuando na Rede Estadual, inclusive com participações em eventos como congressos e em compromissos relacionados ao seu curso de mestrado. Devido às provas do processo, ele foi demitido do serviço público municipal.


Confira mais notícias no jornal impresso. Assine A Gazeta agora mesmo pelo WhatsApp (47) 99727-0414. Custa menos que um cafezinho por dia! ☕

Todos os direitos reservados para A Gazeta. Reprodução sem autorização é proibida.

Ajude-nos a manter um jornalismo sério e com credibilidade. Textos e fotos estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Se quiser repassar a notícia, compartilhe o link.