Segurança

18/10/2019 07:46

INVESTIGAÇÃO

Diretor de empresa gestora suspeito de ter desviado recursos da Promosul

Divulgação

Materiais apreendidos na Promosul passarão por perícia

Da redação - editoria@gazetasbs.com.br

São Bento do Sul

A Delegacia da Comarca da Polícia Civil, com apoio da DIC, cumpriu mandados judiciais de busca e apreensão na sede da Promosul e em outros dois endereços de São Bento do Sul na tarde de quarta-feira (16). Os mandados foram expedidos pela 3ª Vara Criminal da Comarca, após manifestação complementar e favorável do Ministério Público.

Estão sendo apurados crimes contra o patrimônio e falsificação (furto, apropriação indébita e falsidade), possivelmente cometidos no âmbito da Fundação Promotora de Eventos de São Bento do Sul, mantenedora do pavilhão. Os fatos vêm sendo investigados pela Polícia Civil há mais de 3 meses, através da Delegacia da Comarca e do Núcleo de Inteligência, e o alvo da ação é a empresa terceirizada para gerenciar a fundação, a Magioma, e o seu diretor.

Conforme apuração, a empresa estaria se favorecendo da entidade, se apropriando dos valores recebidos. Nos locais das diligências foram apreendidos computador, celular, recibos e algumas anotações suspeitas, as quais indicam a suposta prática de desvio de dinheiro cometido pela Magioma.

Diretor afastado
Como medida cautelar, a Justiça determinou o afastamento do diretor da empresa investigada, que também figura como secretário executivo da Fundação Promotora de Eventos. O material apreendido será analisado e posteriormente encaminhado ao Instituto Geral de Perícias (IGP), para extração de informações cujo conteúdo seja relevante para a investigação.

Outras diligências ainda serão realizadas para a instrução do inquérito policial e elucidação completa dos fatos. Mais detalhes da investigação serão informados pela Polícia Civil somente quando da conclusão do procedimento.

Confira mais detalhes sobre o caso na coluna Panorama Político desta sexta-feira (18).

Todos os direitos reservados para A Gazeta. Reprodução sem autorização é proibida.

Ajude-nos a manter um jornalismo sério e com credibilidade. Textos e fotos estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Se quiser repassar a notícia, compartilhe o link.