Geral

Siga-nos nas redes sociais

27/02/2020 09:53

SAÚDE EM ALERTA

Dicas de prevenção contra o coronavírus

JOBERTH KRAUSE / DIVULGAÇÃO

Equipe da Secretaria de Saúde esteve reunida para discutir os casos

Elvis Lozeiko - elvis@gazetasbs.com.br

Região

Quarta-feira (26), São Bento do Sul amanheceu com comentários de que havia dois casos suspeitos do novo coronavírus no município. Inicialmente, eram situações de moradores locais que tiveram contatos com estrangeiros nos últimos dias, com pessoas da Itália e da Coreia do Sul.

Os são-bentenses apresentaram "sintomas respiratórios leves", como definiu a secretária municipal interina de Saúde, Etiane Ploszai Linzmeyer, logo cedo. À tarde, porém, a Secretaria de Saúde deu mais detalhes, e os casos suspeitos chegaram a quatro.

A Secretaria Municipal de Saúde ressalta que não há motivo para pânico em São Bento do Sul, pois há acompanhamento das suspeitas, que inclusive já foram levadas a conhecimento não só da Diretoria de Vigilância Sanitária, mas do Ministério da Saúde.

Aliás, o governo federal, segundo o médico Ricardo Larroyed de Oliveira, orientou que unidades de saúde de municípios com casos suspeitos promovam adequações de rotinas de acolhimento de pacientes. "São medidas muito positivas para todos os tipos de suspeita de doenças respiratórias, e nossas unidades já estão se preparando para isso", disse.

Dicas para se prevenir

  • Lave sempre as mãos com água e sabonete, e evite levar as mãos aos rostos – principalmente à boca;
  • Leve sempre um frasco de álcool em gel para garantir que suas mãos estejam esterilizadas;
  • Não compartilhe utensílios de uso pessoal (como toalhas, copos, talheres e travesseiros);
  • Caso você faça parte do público-alvo da vacina contra a gripe, imunize-se todos os anos;
  • Mantenha hábitos saudáveis, alimentando-se bem (comendo verduras e frutas) e bebendo bastante água;
  • Utilize lenço descartável para higiene nasal, cubra o nariz e a boca com um lenço de papel quando espirrar ou tossir, e jogue-o no lixo.

    Fonte: Ministério da Saúde

O que fazer com pacientes suspeitos

  • Eles devem permanecer em casa até a resolução completa dos sinais e sintomas;
  • Cuidadores e trabalhadores de saúde são orientados a monitorar sua saúde por 14 dias, por meio de visita domiciliar;
  • Todo contato próximo deve informar à Secretaria de Saúde se apresentar quaisquer sintomas, particularmente, febre, tosse ou falta de ar;
  • A equipe de vigilância local irá monitorar ativamente os casos;
  • Contatos sintomáticos devem entrar em contato com o serviço de saúde;
  • Durante o transporte até a unidade de saúde usar máscara cirúrgica o tempo todo e evitar utilizar transporte público;
  • É aconselhado chamar uma ambulância ou utilizar veículo privado com boa ventilação.

    Fonte: Ministério da Saúde

Todos os direitos reservados para A Gazeta. Reprodução sem autorização é proibida.

Ajude-nos a manter um jornalismo sério e com credibilidade. Textos e fotos estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Se quiser repassar a notícia, compartilhe o link.