Geral

05/12/2018 09:35

INSPIRAÇÃO

Conselho Tutelar proíbe que garota de 11 anos venda poesia no terminal

Layra Olsen / Jornal A Gazeta

Garota é responsável por confeccionar cartões com poesias e ilustrações

Layra Olsen - layra@gazetasbs.com.br

São Bento do Sul

Dona de uma maturidade precoce, Karen Souza utiliza técnicas poéticas para falar de assuntos que vão além do âmbito juvenil. Aos 11 anos e com mais de 80 poesias na bagagem, ela já faz planos para aprimorar o seu talento e prosseguir com a sua arte. No final do ano passado, Karen quebrou a perna e teve que ficar afastada da escola e dos amigos até sua total recuperação. Neste período, aproveitou para colocar algumas ideias no papel.

Neste ano, a são-bentense resolveu investir no seu talento para garantir um futuro promissor. Aos poucos, ela começou a desenvolver cartões natalinos que possuem, além de poesias, ilustrações exclusivas. Munida das criações, ela percorre o terminal urbano do Centro e algumas ruas do bairro Oxford para vende-las. 

Os cartões custam de R$ 2 a R$ 3. Todo o dinheiro arrecadado até agora está guardado e será usado para cobrir as suas prioridades. “Quero estudar numa escola particular e pagar uma faculdade de medicina para ajudar as crianças”, conta a garota, que sonha em se especializar em pediatria. Apesar disso, os livros continuarão ao seu lado. "Também quero ser uma escritora reconhecida e publicar vários livros", completa.

Foi proibida
Representantes do Conselho Tutelar de São Bento estiveram terça-feira (4) em A Gazeta para falar sobre o caso. Segundo as conselheiras tutelares, mesmo que a menina venda poesias para guardar dinheiro e custear sua faculdade de medicina, o ato é ilegal. Justificam que ela é muito jovem e por ficar no terminal de passageiros acaba exposta a todo tipo de pessoa e, portanto, a proibição é para segurança da jovem.

Confira mais detalhes sobre a história de Karen no jornal impresso desta terça-feira (4).

Todos os direitos reservados para A Gazeta. Reprodução sem autorização é proibida.

Ajude-nos a manter um jornalismo sério e com credibilidade. Textos e fotos estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Se quiser repassar a notícia, compartilhe o link.