Geral

03/07/2020 08:56

PÓS-CICLONE

Confira quais bairros continuam sem energia elétrica em São Bento e região

MATHEUS MÜLLER / JORNAL A GAZETA

Celesc efetuou trabalho intenso no bairro Alpino, nesta quinta-feira (2)

Matheus Müller - matheus@gazetasbs.com.br

São Bento do Sul

No começo da manhã desta sexta-feira (3), ainda tem pouco mais de duas mil unidades consumidoras sem energia na região. Desde a tarde de terça-feira (30), após o ciclone que atingiu todo o Estado, a Celesc vem trabalhando para restabelecer o sistema em São Bento, Rio Negrinho e Campo Alegre, mas há locais que ainda não foram atendidos.

O gerente da unidade de São Bento do Sul, Carlos Alberto Becker Júnior, reforça que no primeiro momento os trabalhos foram focados nos alimentadores principais, atingindo o maior número possível de pessoas. Também foram priorizados pontos com hospitais e postos de saúde próximos, ou pessoas que estavam cadastradas no sistema e que possuem necessidade de energia por questão de saúde.

Até às 9 horas de sexta-feira, os números apontavam 546 unidades sem energia em São Bento do Sul, outras 906 em Rio Negrinho e ainda 559 em Campo Alegre. A quantidade se refere aos locais onde é necessário a reposição de postes e cabos que acabaram caindo ou danificados. Carlos conta que a equipe vem encontrando grandes estruturas de postes no chão nos três municípios, onde leva um tempo maior para ser restabelecido o serviço.

Os trabalhos continuam, e a expectativa é de concluir tudo em até três dias. A previsão é a mesma dada ontem, mas se mantém por conta do grande número de postes que ainda precisam ser substituídos, principalmente em localidades do interior, muito afetadas pelo ciclone.

Bairros sem luz

Clique nas imagens para ampliar. A atualização foi feita às 9h06 de sexta-feira (3).

São Bento do Sul

Rio Negrinho

Campo Alegre

Todos os direitos reservados para A Gazeta. Reprodução sem autorização é proibida.

Ajude-nos a manter um jornalismo sério e com credibilidade. Textos e fotos estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Se quiser repassar a notícia, compartilhe o link.