Política

09/10/2019 09:12

CASO DAS CONTRIBUIÇÕES

Confira detalhes da decisão que revoga a prisão preventiva de César Godoy

Alexandre Carvalho / Jornal A Gazeta / Arquivo

Godoy esteve preso em Mafra desde o dia 21 de agosto

Marcello Miranda - editoria@gazetasbs.com.br

São Bento do Sul

A juíza Giovana Maria Caron Bósio Machado autorizou terça-feira (8) na parte da tarde a revogação da prisão preventiva do vereador César Godoy (PSB). Ele estava no Presídio Regional de Mafra desde o dia 21 de agosto, acusado por suposta coação de testemunhas num processo que apura casos de concussão, ou seja, cobranças de mensalidades de servidores comissionados indicados por ele para atuar na Prefeitura e na Câmara de Vereadores.

Em seu despacho, a juíza explica que neste momento do processo não há mais risco para a instrução criminal, mesmo diante do quadro que se revelou “deveras preocupante”, quando chegou ao conhecimento da Polícia Civil, Ministério Público e do próprio Judiciário o depoimento da então estagiária do escritório de Godoy, Larissa Ferreira Henrique, sobre pressão feita pela advogada que atua no mesmo espaço, Anaeli Marinheski. De início, imaginou-se que a advogada estaria agindo a pedido da defesa do vereador, mas nos depoimentos constatou-se que não.

Não foram encontrados indícios de que Anaeli teria agido a pedido da defesa. “Ao que parece, Anaeli, solidária com os problemas pessoais de César Godoy, e buscando interesse próprio, qual seja, proteger a imagem do escritório cujo espaço físico dividem, acabou por ultrapassar os preceitos morais da advocacia, insistindo em calar a testemunha sobre fatos ainda apurados pela autoridade policial, que envolvem Ricardo Baum e o ora réu”, cita a magistrada. 

“Assim, havendo dúvidas a respeito da efetiva motivação de Anaeli em realizar a aparente coação à testemunha, não se pode responsabilizar o réu ou a defesa pelo ocorrido, devendo a dúvida pender a seu favor”, completa.

Todos os detalhes da decisão estão no jornal impresso desta quarta-feira (9).

Todos os direitos reservados para A Gazeta. Reprodução sem autorização é proibida.

Ajude-nos a manter um jornalismo sério e com credibilidade. Textos e fotos estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Se quiser repassar a notícia, compartilhe o link.