Política

21/10/2020 13:13

ELEIÇÕES 2020

Confira as propostas de Nivaldo Bogo e do Podemos para São Bento do Sul

DIVULGAÇÃO

Nivaldo Bogo e o candidato a vice, Willy Jantsch

Christian Hacke - christian@gazetasbs.com.br

São Bento do Sul

O Podemos de São Bento do Sul divulgou recentemente seu plano de governo, com as propostas de melhorias para a cidade caso saia vitorioso da eleição. A sigla vai pra disputa com o nome do vereador Nivaldo Bogo como candidato a prefeito, tendo como vice Willy Jantsch. O candidato participa nesta quarta-feira (21) de uma entrevista ao vivo no Facebook de A Gazeta. Clique aqui para ativar as notificações.

Nivaldo é vereador, natural de Taió (SC), declarou ter ensino superior e possui 60 anos. Jantsch é natural de São Bento do Sul, possui ensino superior incompleto, trabalha na indústria e tem 26 anos.

Título do plano de governo: Plano de ação para as distintas áreas de atuação da Prefeitura municipal de São Bento do Sul.
Número de páginas: 14
Número para voto: 19

Confira as propostas da sigla:

  1. Administração
  2. Educação
  3. Assistência Social
  4. Saúde
  5. Esporte, Lazer e Cultura
  6. Infraestrutura
  7. Desenvolvimento Econômico e Turismo
  8. Agricultura e Meio Ambiente
  9. Proteção aos Animais

1. Administração

Viabilizar a construção de um novo prédio para a Administração Municipal, com foco na eficiência da gestão pública e prestação de serviços de excelência para comunidade, além de proporcionar qualidade em ambiente de trabalho para o servidor público; (Parceiras Governo Estadual, Federal e Parcerias Público-Privado)

Descentralizar as ações do Executivo, através da parceria com Núcleo Gestor, durante os quatro anos do governo;

Institucionalizar o Orçamento consolidado das despesas públicas prioritárias, atendendo essencialmente as áreas de infraestrutura física e social, sendo prioridade a educação básica, a qualificação para o trabalho e a erradicação dos problemas;

Realizar a revisão da Legislação Municipal de Tributos;

Criar programas para desburocratizar a Gestão Municipal;

Praticar através do controle interno a ética e combater a corrupção com auditorias estratégicas;

Fortalecer os conselhos municipais;

Informatizar os processos administrativos do Sistema da Gestão;

Adequar a estrutura administrativa municipal, objetivando a eficiência da administração pública.

2. Educação

Ampliar a oferta de vagas na Educação Infantil;

Construção da “Creche Municipal” para ofertar serviços de jornada integral;

Atuar com base nos quatro pilares da educação. Aprender a conhecer, aprender a fazer, aprender a conviver e aprender a ser, porque significa, compreende o conhecimento e relação e a humana;

Ofertar e assegurar a aplicação de Proposta Pedagógica que atenda e respeite todos os níveis de Ensino e Escolaridade em consonância com as Diretrizes Curriculares Nacionais;

Cumprir o Plano Municipal de Educação;

Ofertar PLATAFORMA DE ENSINO INOVADORA: Para Planejamento escolar e condução diária facilitadora e acessível, desburocratizando para o professor definir de forma criativa sua estratégia e organização de aulas. Diário de classe on-line incentivador ao estudante;

Ampliar gradativamente o Programa - Educação Integral nas escolas municipais, contendo dois turnos para atender em tempo integral as crianças e adolescentes, em atividades pedagógicas, esportivas, culturais, musicais e línguas estrangeiras;

Manter e ampliar ações e programas que promovam a acessibilidade nas instituições públicas para garantir o acesso e a permanência dos estudantes com deficiência, por meio da adequação arquitetônica, oferta de transporte acessível, disponibilização de material didático próprio e de recursos de tecnologia assistiva;

Implementar a Gestão Democrática através da Eleição para Diretores com a Participação da Comunidade Escolar;

Incentivar e promover projetos para apoiar a linguagem teatral, musical, literária, coreográfica, plástica e das culturas populares tradicionais e contemporâneas;

Fortalecer o programa de erradicação do analfabetismo por meio da Educação de Jovens e Adultos;

Potencializar o papel das escolas nas campanhas educativas sobre temáticas de segurança, cidadania, paz social, meio ambiente, saúde, trânsito, entre outras;

Promover qualificação profissional para o Quadro do Magistério;

Valorizar os profissionais da educação, aperfeiçoando o seu plano de carreiras, cargos, salários e benefícios;

3. Assistência Social

Fortalecer o Sistema Único de Assistência Social – SUAS. Mantendo e ampliando as estruturas dos CRAS – Centro de Referência da Assistência Social, com atenção integral à família;

Promover Projetos de geração de renda através do desenvolvimento de habilidades produtivas para famílias que se encontram em situação de vulnerabilidade econômica e social;

Criar programas para jovens e adolescentes com atividades de cultura, lazer, linguagem, arte e tecnologias para promover seu desenvolvimento social;

Desenvolver Projetos que promovam o despertar de habilidades e expectativas profissionais para Jovens e Adolescentes, através de oficinas e cursos envolvendo parcerias com instituições de outras Redes;

Implantar o CRAS itinerante para garantir não só à população urbana, mas também rural, os benefícios oferecidos pelo município;

Fortalecimento do Centro de Referência Especializado de Assistência Social, dos Programas de Proteção Social Especial de média e alta complexidade;

Atendimento ao Idoso - Implantação do Centro Dia: espaço com padrões de acessibilidade, para atender ao idoso conforme suas necessidades de proteção social básica na área da saúde, ocupação e lazer;

Implantar programa - Agentes do Idoso, de capacitação de profissionais de acompanhamento e cuidadores para trabalhar no cuidado integral dos idosos;

Fortalecer os grupos de organização social e artesanato – promovendo arte terapia nos bairros com apoio da comunidade, associação de moradores e centros comunitários.

Desenvolver ações de fortalecimento e protagonismo da mulher – empoderamento através de seu envolvimento social;

Fortalecer a ação e integração do Conselho Tutelar aos programas municipais.

4. Saúde

Programa “Prevenir é o melhor remédio” tendo como objetivo encurtar os caminhos entre atendimentos e orientações, buscando atender a população de forma preventiva e orientativa;

Programa “Cuidar de quem cuida” acompanhando todos profissionais da saúde de forma a trazer segurança as suas famílias e qualidade para que estes profissionais atuem com excelência para com o atendimento à população;

Proporcionar a humanização do atendimento na rede pública de saúde, assegurando uma postura eficiente e ética que responda efetivamente a expectativa da população;

Promover concurso público para médicos com carga horaria de até 10 horas semanais, com intuito de aumentar o número de profissionais contrapondo ao aumento de atendimentos a população e ampliando de forma significativa profissionais médicos das mais distintas especialidades como: Cardiologia, dermatologia, ginecologia, ortopedia, urologia, pneumologia, geriatria e outros;

Informatizar de forma plena todos os processos administrativos, acompanhamentos e agendamentos no contexto saúde, como forma de maximizar os recursos para atendimento à população;

Dar continuidade a implantação e operacionalização do Novo Pronto Atendimento (PA), com vista a potencializar o atendimento à população;

Reduzir de forma significativa as consultas e exames especializados represados para com a comunidade de São Bento do Sul, priorizando a saúde de nossa população;

Em consonância com o Hospital Sagrada Família iremos ampliar os leitos públicos hospitalar, com foco no incentivo a criação da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) neonatal sendo um espaço reservado para recémnascidos que nasceram prematuros, com baixo peso ou com problemas respiratórios, hepáticos, cardíacos ou infecciosos;

Programa “Saúde do Idoso” dispor de atendimento prioritário de profissionais habilitados e médicos especialista geriatra para promover a manutenção da capacidade funcional e de autonomia, que visa contribuir para o envelhecimento saudável de nossa população;

Implantar o centro de especialidades odontológicas (CEO), ampliando o atendimento de saúde bucal que visa propiciar a continuidade do cuidado em saúde bucal realizado pela rede de atenção básica, contrapondo com o atendimentos e cuidados preventivos nas escolas e creches municipais.

5. Esporte, Lazer e Cultura

Criar o programa “Paradesporto São Bento” escolar e adultos, promovendo e consolidando de espaço para praticas inclusivas com objetivo a promoção da qualidade de vida através do esporte e práticas corporais para pessoas com vulnerabilidade física;

Ampliar as academias ao ar livre em todos os bairros sob a supervisão, em horários agendados de profissionais de educação física; 3) Propiciar o projeto “Talentos dos bairros” com objetivo de potencializar jovens atletas nas mais diversas modalidades esportivas;

Promover eventos esportivos e de recreação para os munícipes da terceira idade com objetivo de incentivar a participação de nossos idosos em competições municipais;

Criar o programa “Rua do Lazer” com objetivo de estimular atividades de recreação e esporte em todos os bairros;

Estimular o esporte de formação e alto rendimento, utilizando a infraestrutura escolar e parcerias com organizações privadas locais;

Em parceria com o Governo Estadual e Federal iniciar o projeto “Ginásio poliesportivo” que visa inserir a comunidade de São Bento espaço adequado para cultivar atividades de esporte e lazer;

Propiciar o 1ª campeonato municipal de futebol amador interbairros com foco no estimulo das práticas esportivas e lazer;

Fortalecer o Conselho Municipal da Cultura e apoio ao desenvolvimento de ações voltadas aos bairros;

Criar as salas de músicas nas escolas da rede públicas em consonância com o apoio ao projeto “Fanfarras escolares” envolvendo a comunidade.

6. Infraestrutura

Possibilitar o consorcio intermunicipal para a instalação de uma Usina Asfáltica com objetivo de gerar economia e eficiência na gestão da pavimentação pública e comunitária, trazendo agilidade nas ações e ampliando o atendimento à população;

Viabilizar estudo e ampliação para construção de novos jazigos em todos cemitérios municipais;

Recuperação e cascalhamento de estradas nas áreas rurais com cronogramas pré-determinados pela própria comunidade;

Projeto “Minha Rua” visa potencializar a pavimentação, asfáltica, lajotas e pavimentação em concreto armado, estimulando parcerias públicos-privados e ampliando o atendimento da malha viária municipal;

Ampliar a construção de praças arborizadas voltada ao lazer dos munícipes em todos os bairros de São Bento do Sul, além de manter de forma plena a manutenção dos espaços pré-existentes;

Oportunizar a população o “Parque das Nações” projeto com contexto de execução de curto, médio e longo prazo que visa criar um parque amplo, arborizado com pistas de caminhadas, espaço para pratica de esporte, playground e lazer.

 Em parceria com a autarquia Samae dar continuidade ao plano de saneamento municipal atendendo as diretrizes federais;

Ampliar a frota municipal de equipamentos pesados para gestão viária da secretaria de obras via captação de recursos e parcerias com governo Estadual e Federal, com objetivo de disponibilizar de forma permanente estes insumos nos bairros para prontamente atender as demandas locais;

Projeto de revitalização da rodoviária municipal, com foco na atualização arquitetônica germânica, de acessibilidade e praticidade a todos os munícipes.

7. Desenvolvimento Econômico e Turismo

Formar o Conselho Gestor Municipal (CGM) envolvendo representantes da sociedade cível organizada conforme segmentos econômicos, sociais, culturais e religiosos, conselho este com objetivo de discutir, propor e vetar ações de âmbito municipal;

Cultivar uma gestão participativa, Inovadora, empreendedora e descentralizada que usufrua de princípios do planejamento estratégico participativo e conceito de Cidade “Modelo “em sua gestão;

Fomentar eventos para o desenvolvimento sócio econômico como a Expoama e propor alternativas para eventos festivos da cidade, desenvolvendo um calendário anual com divulgação em contexto macro;

Ampliar e capacitar os conceitos de turismo rural como incremento de renda e diversificação da atividade rural;

Propiciar incentivo a construção civil com a adequação da alíquota de ISS justo;

Adequar a brevidade e agilidade em relação ao “auto de conclusão de obra” o famoso “habite-se” com foco na redução do custo e incentivo a construção civil;

Analisar junto ao Conselho Gestor Municipal e instituições responsáveis a adequação do Impostos de Transmissão de Bens Imóveis (ITBI)com foco no incentivo e desburocratização do processo;

Desenvolver e ampliar polos de tecnologia em parceria com o ITfetep e instituições educacionais, fomentando as parcerias públicos privados;

Adequar projeto de lei de incentivo fiscal para instalações de novas instituições e empresas se instalarem em São Bento do Sul;

Desburocratizar de forma clara e eficiente o processo de registro e implantação de novas empresas e apoiar empresas pré-existentes em processos de ampliação deste que mensurem a ampliação de geração de emprego e renda aos nossos munícipes;

8. Agricultura e Meio Ambiente

Incentivar, estruturar e ampliar a realização das feiras coloniais;

Incentivar e ampliar em todas escolas municipais o projeto hortas escolares;

Ampliar a utilização de produtos da agricultura familiar na merenda das escolas, centros de educação infantil e creches;

Investir na cadeia produtiva rural com a distribuição ampla de alevinos e calcário;

Disponibilizar via processo legal maquinário e adequação de acessos ao produtor rural;

Instigar a conscientização e programas de proteção ao meio ambiente, processos de reciclagem e preservação, nas escolas públicas sempre com foco nas parcerias públicos privados;

Ampliar o processo de preservação de nascentes no município sempre em parceria com a comunidade local;

Desenvolver projetos agroecológicos de produção rural direcionados também ao agro turismo;

Potencializar o agro turismo com foco no desenvolvimento sócio econômico local;

Disponibilizar médicos veterinários nas políticas públicas municipais com foco no desenvolvimento macromunicipal e políticas voltadas ao desenvolvimento rural.

9. Proteção aos Animais

Ampliar programa público de esterilização de cães e gatos para famílias de baixa renda em parcerias com as clinicas locais credenciadas;

Criar o Centro de atendimento de animais em risco, funcionado como pronto atendimento e casa de passagem potencializando parcerias com instituição de proteção locais;

Propor e adequar leis municipais sobre o tema proteção aos animais;

Estrutura administrativamente para que a diretoria de “Proteção aos animais” esteja diretamente ligada ao Gabinete do Prefeito;

Proporcionar o Programa “Chip animal “que visa proporcionar o controle populacional de cães e gatos e incentivar a posse responsável.


Todos os direitos reservados para A Gazeta. Reprodução sem autorização é proibida.

Ajude-nos a manter um jornalismo sério e com credibilidade. Textos e fotos estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Se quiser repassar a notícia, compartilhe o link.