Geral

12/11/2019 10:45

DESCONTOS

Confira algumas dicas para não cair em fraudes durante a Black Friday

Layra Olsen / Jornal A Gazeta

Harriet Hackbarth dirige o Procon de São Bento do Sul

Elvis Lozeiko - elvis@gazetasbs.com.br

São Bento do Sul

Faltam duas semanas para a Black Friday, mas alguns cuidados podem ser tomados desde já. "É interessante que o consumidor faça pesquisas para saber qual o preço do produto em questão, justamente para não cair em armadilhas de falsas promoções e de propagandas enganosas", alerta a diretora do Procon de São Bento do Sul, Harriet Hackbarth. "O consumidor pode fazer fotos e prints, por exemplo, e guardar os encartes promocionais ou com os preços dos produtos, e na Black Friday fazer o comparativo", explica.

Ainda que o órgão de defesa do consumidor local não tenha recebido queixas nesse sentido no ano passado, é importante que o público tome alguns cuidados, já que estabelecimentos podem aumentar preços agora e, quando chegar a Black Friday, diminuí-los, criando os chamados "descontos maquiados".

Compras pela internet
Atenção especial deve ser dada às compras pela internet, lembra Harriet. "É importante também o consumidor cuidar para não realizar compras através de redes sociais, como Facebook e Instagram, por exemplo, ou aplicativos de mensagens instantâneas, como o WhatsApp", ressalta ela, esclarecendo que o melhor a se fazer é o próprio internauta se dirigir ao site da empresa, verificando se a promoção de fato existe.

Com isso, segundo a diretora do Procon, é possível se precaver contra sites clonados. "E sempre desconfiar de promoções que concedem um produto "quase de graça", porque também pode ser golpe", expõe. Nas compras pela internet, acrescenta ela, o consumidor tem sete dias para desistir da compra, a partir do recebimento do produto.

Em qualquer aquisição, o consumidor deve exigir a nota fiscal ou o cupom fiscal. "Este é o documento que comprova a compra, e que será exigido numa possível necessidade de acionamento da garantia. Lembrando que nas compras em lojas físicas, a questão da troca de produtos ou desistência da compra não é obrigatória por parte da loja, mesmo que seja para presente. Portanto, caso a loja informe que realiza a troca, é importante solicitar um documento que permita a troca, com prazo para tal", revela.

Boleto
Ao pagar a compra via boleto, é importante dar preferência ao pagamento com código de barras no site do banco ou via aplicativo de celular com leitura do código. "Nesse caso, deve-se verificar se o beneficiário é mesmo aquela loja da qual se pretende comprar o produto, evitando pagar boletos fraudados", esclarece.

Em caso de reclamações e fraudes
O Procon de São Bento do Sul fica na Rua João Kiem, no Centro, ao lado da Milium, das 10 às 16 horas, sem fechar para o almoço, de segunda a sexta-feira. A diretora lembra que, em caso de problemas com lojas, o consumidor deve procurar o próprio estabelecimento para solucioná-los. Se não for possível, deve procurar o Procon ou abrir reclamação no site. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 3634-1001.

Todos os direitos reservados para A Gazeta. Reprodução sem autorização é proibida.

Ajude-nos a manter um jornalismo sério e com credibilidade. Textos e fotos estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Se quiser repassar a notícia, compartilhe o link.