Segurança

14/03/2019 09:14

FEMINICÍDIO

Condenado a 22 anos de prisão por matar companheira em Fragosos

Ricardo Otto / Jornal A Gazeta / Arquivo

Crime ocorreu na madrugada do dia 31 de outubro de 2017

Da redação - editoria@gazetasbs.com.br
Campo Alegre

Em julgamento feito pelo Tribunal do Júri da Comarca de São Bento, Sidinei Alves Pereira foi condenado em primeira instância à pena de 22 anos, 2 meses e 23 dias de reclusão. Os jurados entenderam que foi ele o assassino de sua companheira Géssica Aparecida dos Santos, na madrugada do dia 31 de outubro de 2017, uma terça-feira, no distrito de Fragosos, em Campo Alegre.

Sidinei foi enquadrado na Lei do Feminicídio, uma modalidade do homicídio qualificado, com o agravante de matá-la por motivo torpe, de maneira cruel e dificultando ou tornando impossível a defesa da vítima. De acordo com a denúncia do Ministério Público (MP), Sidinei se aproveitou da relação de afeto que tinha com ela, desferindo mais de 20 golpes de faca em várias partes do corpo.

Segundo o MP, Sidinei e Géssica viviam em união estável há cerca de cinco anos, quando ela decidiu terminar o relacionamento. Ele foi preso em flagrante logo depois do crime. "Sidinei agiu impelido por ciúme exagerado e sentimento de posse que nutria por ela, eis que não aceitava o término do relacionamento, e assim decidiu matá-la", aponta o MP.

Confira mais informações sobre o julgamento no jornal impresso desta quinta-feira (14).

Comentários

Não há comentários sobre esta matéria. Deixe seu comentário

+ sobre Segurança

Leia mais...

Todos os direitos reservados para A Gazeta. Reprodução sem autorização é proibida.

A Gazeta - Rua Mal. Floriano, 22 - Centro - São Bento do Sul/SC - Telefone (47) 3203-0022