Esportes

13/01/2021 08:33

COMBATE AO CORONAVÍRUS

Câmara recebe empresários do futebol e expectativa é a volta do society

DIVULGAÇÃO

Encontro foi realizado nesta terça-feira (12) pela manhã

Da redação - editoria@gazetasbs.com.br

São Bento do Sul

Três vereadores da Câmara, junto com um representante da Prefeitura, receberam na sala da presidência do Legislativo empresários do setor de Futebol Society de São Bento do Sul, nesta terça-feira (12). No encontro os solicitantes apresentaram seus questionamentos e reivindicações referente ao retorno das atividades de seus estabelecimentos, argumentando que com medidas efetivas e fiscalização seria possível ter maior controle perante a disseminação do vírus entre seu público.

Outro ponto apresentado foi o prejuízo econômico de seus empreendimentos, que estão parados desde março de 2020, por conta das restrições dos decretos estaduais estabelecidos. As reivindicações serão apresentadas ao Comitê de Crise para Enfrentamento à Covid-19, que deve se reunir nesta quinta-feira (14). Portanto, a expectativa dos empresários é que seja aprovado o retorno ao trabalho a partir desta semana. 

Estiveram presentes no encontro os vereadores Carla Hofmann, Luiz Neri Pereira (Prof. Magrão) e Terezinha Dybas, além do assessor de governo Luiz Novaski. “Compreendemos a perfeitamente a situação destes empresários. Iremos então sensibilizar os poderes e estudar a possibilidade de que, com protocolos estabelecidos, seja possível uma retomada segura das quadras esportivas”, garantiu Hofmann.

A união do grupo foi destacada pelo assessor de governo como peça fundamental para a realização dos estudos e evolução deste quadro. “Grupos e comissões fazem a força. Estamos à disposição para ouvi-los e levar estas demandas ao Comitê de Crise da Covid-19, que após estudar a realidade do setor e da pandemia, definirá essas questões. Infelizmente estamos chegando no pico de casos e mortes e a UTI está lotada, o momento é crítico”, concluiu Novaski.

Já o parlamentar Prof. Magrão lamentou a situação das famílias atingidas por essa crise e ressaltou que o esporte é uma ferramenta de primeira necessidade para a saúde. “Infelizmente essa situação está prejudicando impiedosamente estes empresários, que realizaram altos investimentos para a implementação das quadras e toda estrutura necessária. Nos preocupamos ainda com os atletas, que sem suas atividades acabam tendo a saúde física e mental prejudicada. Vamos buscar soluções seguras e dentro da legalidade para que viabilizamos o retorno das atividades”, ressaltou.

Todos os direitos reservados para A Gazeta. Reprodução sem autorização é proibida.

Ajude-nos a manter um jornalismo sério e com credibilidade. Textos e fotos estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Se quiser repassar a notícia, compartilhe o link.