Política

08/06/2021 08:01

COMBATE AO CORONAVÍRUS

Câmara aprova multa de até R$ 50 mil em caso de desrespeito dos decretos

DIVULGAÇÃO

Projeto foi aprovado em sessão desta segunda-feira (7)

Da redação - editoria@gazetasbs.com.br

São Bento do Sul

Um projeto de lei que regulamenta a punição de estabelecimentos e locais que desrespeitem as regras impostas por decretos de combate ao coronavírus foi aprovado pela Câmara de Vereadores de São Bento do Sul, durante a sessão desta segunda-feira (7) à noite.

A partir de agora, proprietários de imóveis onde ocorram as aglomerações poderão ser multados em até R$ 50 mil caso sejam flagrados eventos nestes locais. O vereador Luiz Neri Pereira (PSDB), o Magrão, ainda alertou aos proprietários para que fiquem atentos, pois poderão pagar multas pesadas. No caso de estabelecimentos, estes poderão ser interditados.

A vereadora e líder de governo, Terezinha Dybas, falou como funcionará a aplicação das multas. "Apenas quem não cumprir os decretos vigentes será penalizado", destacou. "Essas penalidades são necessárias para que seja reduzida a aglomeração de pessoas em alguns eventos", complementou. Ela informou que a equipe da Vigilância Sanitária é que irá fazer a fiscalização dos estabelecimentos.

A vereadora Zuleica Voltolini destacou a importância da lei, devido ao descomprometimento de parte da população com as regras sanitárias existentes. Já o vereador Paulo Zwiefka disse ter receio em aprovar o projeto, pois tem medo da forma com que os fiscais agirão. "Que preparo a equipe da Vigilância tem para notificar os infratores?", questionou.

A vereadora Carla Hofmann lembrou que primeiro será emitida uma advertência escrita, e depois, progressivamente, serão aplicadas outras sanções, até a multa. Ela afirmou ainda que o proprietário que locou o espaço para um evento irregular é que irá dizer quem é o organizador do mesmo, para que este seja penalizado.


As informações são da coluna Panorama Político, do jornal impresso desta terça-feira (8). Assine A Gazeta agora mesmo pelo WhatsApp (47) 99727-0414. Custa menos que um cafezinho por dia! ☕

Todos os direitos reservados para A Gazeta. Reprodução sem autorização é proibida.

Ajude-nos a manter um jornalismo sério e com credibilidade. Textos e fotos estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Se quiser repassar a notícia, compartilhe o link.