Geral

12/09/2019 10:36

SEM LICITAÇÃO

Burocracia impede manutenção na iluminação pública de São Bento

Elvis Lozeiko / Jornal A Gazeta

Licitação foi suspensa após empresa entrar com recursos, por isso a falta de manutenção

Elvis Lozeiko - elvis@gazetasbs.com.br

São Bento do Sul

Custeado pelos próprios consumidores, o sistema de iluminação pública de São Bento do Sul não vive os seus melhores momentos. Moradora da comunidade conhecida como Vila Pilz, no bairro Serra Alta, Anita Ruda percebeu isso nas últimas semanas. Perto da casa dela, na Rua Conrado Liebl, três postes estão às escuras já há alguns dias. Fazendo questão de ressaltar que foi bem atendida, ela conta o que ouviu ao entrar em contato com a Prefeitura pedindo uma solução para o caso. "Pediram para eu ter paciência até que a situação seja legalizada", diz.

Segundo Anita, até pouco tempo, quando havia algo parecido, "em dois ou três dias" o problema era resolvido. Porém, conforme o responsável pelo órgão, Dauri Batista, desde 13 de agosto o sistema está sem funcionar, por questões burocráticas. Na prática, como não há uma empresa contratada para operar as atividades, significa que uma simples substituição de lâmpada queimada – ou quebrada – não pode ser feita em via pública.

De acordo com Dauri, a Celesc não pode intervir nesta situação, por ser um órgão estadual, e muito menos profissionais particulares podem ser autorizados. "Uma senhora ligou dizendo que seu marido é eletricista, que pegaria a escada e trocaria a lâmpada, mas expliquei que não temos como autorizar", comenta. Resumindo: conforme ele, somente quando a Prefeitura contratar uma empresa, via licitação, é que os consertos poderão ser feitos.

Recurso
Os serviços técnicos de iluminação pública eram prestados pela empresa Energiluz, de São José/SC. A mesma companhia venceu novamente a concorrência, com o valor de R$ 2,5 milhões, para continuar à frente dos serviços pelo período de um ano. Segundo a Prefeitura, logo depois uma empresa participante da concorrência entrou com um recurso, e a licitação foi suspensa. O diretor de Compras da Prefeitura, Tiago Martinhuk, esclarece que a nova concorrência pública será aberta nos próximos dias para contratação da empresa responsável pelos serviços.

Todos os direitos reservados para A Gazeta. Reprodução sem autorização é proibida.

Ajude-nos a manter um jornalismo sério e com credibilidade. Textos e fotos estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Se quiser repassar a notícia, compartilhe o link.