Geral

17/01/2019 08:38

POSSE LEGAL

Arma de fogo mais barata custa em torno de R$ 3 mil em Rio Negrinho

Christian Hacke / Jornal A Gazeta

Busca por armamento cresce após decreto presidencial

Christian Hacke - christian@gazetasbs.com.br
Região

Com o decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL), que facilita a posse de armas de fogo, a procura pelo item deve crescer nos próximos meses no Brasil. Em Rio Negrinho, a administração da Cayan Adventure, loja de artigos de caça, pesca e tiro esportivo, está otimista com a mudança. Porém, é preciso se atentar em alguns requisitos para adquirir uma arma de fogo.

Markus, proprietário da empresa, comenta que o decreto facilita a documentação na hora de adquirir uma arma. "Tirou o poder do delegado geral de deferir ou indeferir a solicitação. Antes, o delegado de Joinville decidia o pedido. Agora, isso não existe mais. Antes precisava comprovar a necessidade de ter uma arma, hoje você declara que quer e pronto", explica.

Os trâmites burocráticos, como teste psicológico e de tiro, continuam obrigatórios. O custo médio do laudo de tiro é de R$ 200 e do teste psicológico R$ 130. Concluídos os testes, a documentação é enviada para Joinville e leva entre seis até oito meses para resposta. "É bem fácil, todo mundo pode ter se não tiver processos na Justiça e não estiver super maluco. É só questão de paciência, porque demora", falou.

Sobre valores, a loja comercializa armas de calibre permitido que podem variar entre R$ 1,4 mil e R$ 300 mil. "A arma mais barata, junto com o processo de papelada e tudo mais, vai custar em torno de R$ 3 mil. Pode chegar até R$ 300 mil, como uma Beretta esportiva sobreposta. É como um carro ou moto. Você pode comprar uma Biz ou uma BMW para te levar de A até B", explicou.

Mais detalhes sobre o processo para adquirir posse no jornal impresso de quinta-feira (17).

Veja mais fotos

Comentários

Não há comentários sobre esta matéria. Deixe seu comentário

+ sobre Geral

Leia mais...

Todos os direitos reservados para A Gazeta. Reprodução sem autorização é proibida.

A Gazeta - Rua Mal. Floriano, 22 - Centro - São Bento do Sul/SC - Telefone (47) 3203-0022