Geral

01/06/2020 11:36

MERCADO DE TRABALHO

Apenas em abril, 963 trabalhadores perderam o emprego em São Bento

ELVIS LOZEIKO / JORNAL A GAZETA

Resultado refere-se aos postos de trabalho com carteira assinada

Elvis Lozeiko - elvis@gazetasbs.com.br

Região

Mês a mês, os resultados do emprego formal em São Bento do Sul, ou seja, aqueles com carteira assinada, começaram a cair este ano. Em janeiro, foram criados 465 postos de trabalho. Em fevereiro, outros 345. Em março, os reflexos da pandemia do coronavírus começaram a aparecer: apesar de positivo, o saldo foi de apenas 37 vagas geradas.

Em abril, os números despencaram, conforme a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Sustentável, com a perda de 963 postos, diferença entre as 272 admissões e 1.235 demissões. Dessa maneira, no primeiro quadrimestre, é de -116, com 4.051 contratações e 4.167 desligamentos no período.

O secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Adelino Denk, trabalha com a expectativa de que o resultado de maio – que ainda será divulgado – não seja tão ruim como abril, principalmente devido à retomada gradual de atividades econômicas. "Esperamos que esse alto número de demissões diminua", diz. Conforme ele, a abertura do Fort Atacadista, por exemplo, vai impactar em um saldo melhor. "Para junho e nos próximos meses, gradativamente devemos ter uma movimentação econômica mais interessante", aposta.

Outros municípios
Em Rio Negrinho, no primeiro quadrimestre do ano, o resultado é positivo, com 62 vagas criadas no mercado formal de trabalho, apesar do saldo de -382 em abril. Já em Campo Alegre, no ano o saldo é de -91, principalmente depois das 328 vagas perdidas em abril.

Confira mais detalhes sobre o assunto no jornal impresso desta segunda-feira (1).

Todos os direitos reservados para A Gazeta. Reprodução sem autorização é proibida.

Ajude-nos a manter um jornalismo sério e com credibilidade. Textos e fotos estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Se quiser repassar a notícia, compartilhe o link.