Geral

11/02/2020 10:03

PISTA HOMOLOGADA

Aeródromo de Rio Negrinho recebe até jatos e pretende dar aulas de aviação

DIVULGAÇÃO

Empresário usou espaço para ir a reunião em São Bento do Sul

Christian Hacke - christian@gazetasbs.com.br

Rio Negrinho

O aeródromo de Rio Negrinho vem recebendo demandas após a sua homologação em novembro de 2018. A pista passou por uma série de melhorias na cabeceira, estrutura e pinturas, recebendo aeronaves de várias partes do país. Há ainda a possibilidade do local funcionar como distribuidor de combustível aeronáutico, o que pode movimentar a cidade.

Conforme Leandro Inácio de Araújo, secretário do Aeroclube de Rio Negrinho, pousam na pista muitos tipos de aeronaves monomotores, bimotores e alguns jatos. "Como um jato Phenom 100 de um empresário que veio para uma reunião em São Bento do Sul. Muitos apaixonados pela aviação com seus ultraleves de diferentes modelos também pousam na pista para conhecer o local e aproveitam para visitar a cidade", disse.

Projeto futuros
Conforme o secretário, o clube trabalha agora em novos projetos, como a homologação da Escola de Aviação. "Estamos trabalhando sempre em parceria com a Prefeitura para deixar novamente operacional a estrutura e as aeronaves do aeroclube, para que possamos reativar no futuro a escola de aviação civil que no passado formou inúmeros pilotos. Há uma previsão no futuro também de distribuição de combustível aeronáutico no local, o que fará com que o fluxo aumente consideravelmente", comentou.

Confira mais detalhes sobre o espaço no jornal impresso desta terça-feira (11).

ERRATA: Sobre a matéria publicada terça-feira (11) sobre a pista de pouso em Rio Negrinho, há uma inconsistência nas nomenclaturas. O local não pode ser chamado de aeroporto, e sim de aeródromo que conta com uma pista homologada para receber monomotores, bimotores e alguns jatos.

Todos os direitos reservados para A Gazeta. Reprodução sem autorização é proibida.

Ajude-nos a manter um jornalismo sério e com credibilidade. Textos e fotos estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Se quiser repassar a notícia, compartilhe o link.