Morador do bairro Schramm, Gabriel H. entrou em contato com A Gazeta para reclamar sobre a situação que o Samae deixou a Rua Lothário Schreiner, na semana passada. "A empresa abriu os buracos, revirou a terra para instalação da rede coletora de esgoto e deixou tudo mal acabado, causando transtorno para todos os moradores da rua. É impossível sair de casa com carro, a rua se tornou um verdadeiro atoleiro", expressa o morador, indignado. Conforme ele, no domingo (7) um trator chegou a passar na rua, mas só piorou a situação, afundando os buracos.
Fechar