Ivan Roberto Liebl

Visão Econômica

Ano encerra com economia em queda e incertezas sobre 2016



O ano de 2015 encerra com notícias negativas na economia, que fica integralmente à mercê da orgia política brasileira. Em Santa Catarina, a produção industrial já acumula queda de 8% entre janeiro a outubro. Pode fechar o ano com redução de 10%. O levantamento, divulgado na última semana, foi realizado pela Fiesc.

Dos setores com maior representatividade regional, as retrações foram: metalurgia com 24,4%, máquinas e equipamentos com 13,2%, têxtil com 11,6%, autopeças com 9,5%, plásticos com 7,6% e madeira com 3,2%. No setor moveleiro, as vendas industriais registraram queda de 9,6%. No varejo, a comercialização de móveis despencou 14,7%. Para amenizar, as exportações catarinenses de móveis subiram 3,3% neste ano.

O presidente do Sindusmobil lembra que o Estado, principal agente econômico devido ao controle de mais de 40% do PIB, está paralisado. “Esse quadro induz a atitudes muito cautelosas em 2016. Será um ano difícil, que pode melhorar com a solução do impasse político. As empresas moveleiras, por sua vez, estão mais cuidadosas e mais firmes do que na última grande crise do setor moveleiro”, avalia José Antonio Franzoni.

Quanto às exportações, a desvalorização do real de 40% nos últimos 12 meses ainda não provocou impacto muito positivo. Algumas oportunidades de negócios que estão se abrindo devem se concretizar no segundo semestre de 2016. “Precisamos considerar que outros fortes competidores entraram no mercado, como o Vietnã e que outras moedas também se desvalorizaram perante o dólar, como dos países do leste europeu e o próprio euro. Além disso, a inflação interna elevada tira competitividade das empresas”, lembra Franzoni. Enfim, 2016 promete incertezas e desafios.

 

HISTÓRIA

Será lançado nesta sexta-feira o livro “O jeito Condor de ser. Memória dos 85 anos da Condor”. A publicação, amplamente ilustrada, faz um resgate histórico da trajetória da companhia através de extensa pesquisa e dezenas de entrevistas. O lançamento acontece durante o tradicional evento de homenagem aos veteranos de casa.

 

MELHORES EMPRESAS

Uma empresa da região integra o prêmio Melhores Empresas para Trabalhar - Santa Catarina, divulgado na última semana e promovido pela revista de economia Amanhã e o Instituto Great Place to Work. A Meu Móvel de Madeira, de Rio Negrinho, é a segunda colocada na categoria pequena empresa e destaque como a empresa que mais promoveu e a melhor em qualidade de vida.

 

AUTO CENTER

Em janeiro de 2016 será inaugurado em São Bento do Sul o Auto Center Bridgestone, com revenda autorizada das marcas Bridgestone e Firestone, e comercialização de produtos de outras marcas do mercado de autopeças. Haverá ainda serviços de manutenção automotiva. A iniciativa é da rede Breithaupt e o empreendimento funcionará anexo à loja no centro da cidade.

 

MERCADO NORDESTINO

De olho no mercado nordestino, onde se encontram as maiores oportunidades de crescimento, a implantação de novas unidades industriais de duas empresas da região segue o cronograma. A fábrica da Oxford Porcelanas em São Mateus, no Espírito Santo, está na fase final de montagem das máquinas e equipamentos e deve entrar em operação até março de 2016. A capacidade produtiva será de 30 milhões de peças por ano.

No Sergipe, a Famossul encerra o ano com as instalações físicas da nova fábrica praticamente concluídas. Os equipamentos começam a ser instalados no começo do ano para que em maio a fábrica entre em atividade. Erguida em Estância, a Famossul Madeiras Nordeste terá capacidade para produzir 40 mil portas por mês, atendendo a programas sociais, construtoras, incorporadoras e varejo.

 

FÉRIAS

A coluna encerra suas publicações deste ano, retornando em 2016. Obrigado pela leitura e merecidas boas festas!


Todos os direitos reservados para A Gazeta. Reprodução sem autorização é proibida.

A Gazeta - Rua Mal. Floriano, 22 - Centro - São Bento do Sul/SC - Telefone (47) 3203-0022